Mais de 300 meteoros são registrados no céu de Santa Catarina

Meteoros cruzam o céu de Santa Catarina. Foto: Jocimar Justino/ Divulgação
Meteoros cruzam o céu de Santa Catarina. Foto: Jocimar Justino/ Divulgação
  • Registro foi feito pela estação de monitoramento Monte Castelo

  • Meteoros fazem parte da chuva ETA Aquáridas

  • Parte dos corpos celestes são fragmentos do cometa Harley, diz especialista

A estação de monitoramento de Monte Castelo, no Norte de Santa Catarina, registrou a passagem de mais de 300 meteoros na noite desta quarta-feira (4) e na madrugada de quinta-feira (5).

O astrônomo amador e membro da Rede Brasileira de Observação de Meteoros (Bramon) Jocimar Justino explica que ao menos 120 meteoros eram detritos do cometa Halley e integram a chuva ETA Aquáridas, considerada a primeira grande chuva de meteoros deste ano.

Segundo Justino, em informações obtidas pelo portal G1, os meteoros da ETA Aquáridas começaram a aparecer por volta das 3h de quinta.

"Foi uma noite favorável porque praticamente o céu estava bem limpo, sem a presença de nuvens. A lua também não atrapalhou com a sua luminosidade desta vez. E isso coincidiu justamente em uma época que acontece o pico da chuva de meteoros", disse.

A Bramon afirmou que a Eta Aquáridas entrou em atividade em 21 de abril e irá até 12 de maio. O pico acontecerá entre as noites de 4 a 6 de maio. "Provavelmente, na próxima madrugada, o fenômeno vai se repetir com um grande número de meteoros", afirmou Justino.

A Bramon explica também que, em Santa Catarina, são esperados aproximadamente 35 meteoros por hora no pico da chuva, em condições ideais de observação. O melhor horário para ver a Eta Aquáridas é às 3h da manhã, olhando para a direção leste.

"Apesar do radiante da Eta Aquáridas ficar em Aquário, você não precisa estar olhando na direção dessa Constelação para ver seus meteoros, pois eles aparecerão em todas as partes do céu, apenas parecendo vir da direção da Constelação", explica.

Eta Aquáridas

De acordo com a Rede Brasileira de Observação de Meteoros, todos os meteoros de uma mesma chuva atingem a atmosfera paralelos uns aos outros.

Para um observador da Terra, parece que os corpos celestes vêm de um mesmo ponto no céu, que no caso da Eta Aquáridas é na Constelação de Aquário, perto da estrela eta Aquarii.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos