Mais dezenas de feridos em Jerusalém: cresce risco de escalada em bairro muçulmano

·2 min de leitura

Policiais israelenses e manifestantes palestinos voltaram a se enfrentar nesta sexta-feira (22) na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém, com um saldo de mais de 50 feridos, em um momento de grande tensão que afeta inclusive a Faixa de Gaza.

Essas tensões ocorrem exatamente um mês depois de uma série de ataques violentos que deixaram 14 mortos em Israel. Desde então, um total de 24 palestinos, entre eles os autores destes ataques, morreram em incidentes ou confrontos com as forças israelenses na Cisjordânia ocupada.

A tensão está forte por todos os lados, em especial no bairro muçulmano de Jerusalém. Do lado de fora de sua mercearia na Cidade Velha, Alaa Zorba grita com um policial israelense, que grita de volta. "Estão jogando lenha na fogueira", diz à AFP o comerciante, enquanto repõe mercadoria em sua loja em Al Wad, a principal rua do bairro muçulmano da Cidade Velha, perto de três policiais israelenses.

Pouco antes, o palestino de 45 anos viu um dos policiais pedir os documentos de identidade a um muçulmano, quando queria ir à Esplanada das Mesquitas. Acabaram impedindo sua passagem, sem motivo aparente, e o policial disse a ele que tentasse a sorte por outra entrada, muito mais longe.

Para entender os confrontos

A Esplanada das Mesquitas fica na Cidade Velha no leste de Jerusalém, uma parte ocupada por Israel desde 1967 e reivindicada pelos palestinos como capital de um futuro Estado. É chamada de Monte do Templo pelos judeus, por nela se encontrarem os restos do templo de Jerusalém. Ao pé da Esplanada, está o Muro das Lamentações, um local de culto judaico.


Leia mais

Leia também:
Tumulto entre israelenses e palestinos fere centenas na Esplanada das Mesquitas
Violências em Jerusalém aumentam temores de nova escalada entre Israel e Gaza
Israel realiza grande operação militar na Cisjordânia ocupada após ataques com mortes

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos