Mais duas mulheres são resgatadas de casa de prostituição

Mulher é presa e autuada pelos crimes de favorecimento à prostituição e exploração sexual de criança, adolescente ou de vulnerável (Foto: Getty Images)
Mulher é presa e autuada pelos crimes de favorecimento à prostituição e exploração sexual de criança, adolescente ou de vulnerável (Foto: Getty Images)

Duas jovens, de 23 e 16 anos, foram resgatadas por policiais militares em uma casa de prostituição, em Ceilândia (DF). Além delas, outra adolescente, de 16, já havia sido resgatada do local.

De acordo com a corporação, uma mulher de 44 anos forçava as jovens a se prostituírem em troca de moradia e alimentação.

O portal Metrópoles informou que a operação aconteceu depois que uma das jovens acionou a PMDF e contou que estava em um ônibus com assaltantes. Os policiais chegaram ao endereço do suposto crime e a vítima revelou que, na realidade, era forçada a se prostituir e a entregar o dinheiro em uma casa.

A jovem inventou o roubo coletivo para que os agentes fossem até o local.

Uma das vítimas contou que a cafetina a abordou em uma praça para oferecer ajuda. A jovem, que havia sido estuprada pelo padrasto e não tinha para onde ir, aceitou o convite.

Ela relatou que passou a ser obrigada a ter relações sexuais com outras pessoas e entregar o dinheiro que recebia para a mulher, que comprava drogas com a quantia.

A suspeita foi encaminhada à Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam 2) e autuada pelos crimes de favorecimento à prostituição e exploração sexual de criança, adolescente ou de vulnerável.

Ainda segundo o portal Metrópoles, o Conselho Tutelar foi acionado porque a mulher presa tem uma filha de 5 anos que estava fazendo uso de entorpecentes, de acordo com testemunhas.

O que é abuso sexual infantil?

O código Penal brasileiro prevê que o abuso infantil é todo envolvimento de uma criança em uma atividade sexual na qual ela não compreende. Por não entender a situação, a criança não está apta a se defender e, tampouco, informar consentimento.

O abuso infantil ainda é uma realidade brasileira, e de acordo com dados do Disque 100 em 2019, pelo menos 17 mil denúncias foram feitas.

Vale ressaltar que nem sempre a criança entende a situação, e permanece em silêncio, vindo a comentar sobre o crime apenas na idade adulta.

Se enquadram neste crime as modalidades: pedofilia, violência sexual, abuso sexual e exploração sexual.

Contatos para denunciar abuso sexual infantil:

  • Disque 100

  • Ouvidoria Online

  • Proteja Brasil

Disque 100

Bem como nos casos de homofobia e racismo, as denúncias de abuso infantil podem ser feitas anonimamente por meio do número 100 no telefone. Vale lembrar que todos os relatos são encaminhados para órgãos de investigação competentes.

Ouvidoria Online

Por meio do link: https://www.gov.br/mdh/pt-br/ondh/, o usuário pode preencher um formulário que será encaminhado para a central de atendimento do Disque 100.

Proteja Brasil

Trata-se de um aplicativo que pode ser instalado gratuitamente no telefone de um usuário. Por meio de um formulário, o indivíduo pode realizar a denúncia, que também será encaminhada para a mesma central do Disque 100.