Mais países exigem testes de Covid aos viajantes da China

A Austrália e o Canadá são os mais recentes países a exigir testes negativos à Covid-19 aos passageiros que chegam da China, depois de uma subida em flecha do número de novas infeções no país, associada ao fim da política chamada de "Covid zero". No caso da Austrália, tal como noutros países que impuseram restrições, o governo tenta compreender se há ou não uma nova variante com que nos devemos preocupar

Diz o ministro australiano da Saúde, Mark Butler: "O que se sabe na Europa, na América do Norte e em várias partes do mundo é que há novas variantes a aparecer regularmente, mas que são, essencialmente, subvariantes da família Ómicron, que os australianos conhecem, de forma trágica, há 12 meses. Tem sido essa a fonte das novas vagas em todo o mundo e parece ser essa a fonte da vaga que está a acontecer na China agora".

Há novas variantes a aparecer regularmente, mas são, essencialmente, subvariantes da família Ómicron.

Canadá e Austrália juntam-se a países como Itália, França, Espanha, Reino Unido e Israel, que impuseram, nestes últimos dias, testes aos viajantes que chegam da China para evitar uma nova vaga.

Esta vaga de novas infeções na China está a refletir-se também no turismo interno. Por exemplo, Macau está a receber muito menos visitantes do que costuma receber nesta altura do ano.