'Mais do que perder para Lula, Bolsonaro perdeu para si mesmo', diz Zema

Romeu Zema, governador de Minas Gerais (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Romeu Zema, governador de Minas Gerais (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
  • Romeu Zema criticou a gestão do atual mandatário

  • "Teve bons resultados, mas sempre causando muitos ruídos", avaliou o governador de Minas Gerais

  • Zema foi coordenador da campanha de Bolsonaro no estado no segundo turno

O governador reeleito de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), criticou nesta quinta-feira a comunicação do governo federal, em entrevista ao Jornal O Tempo.

Zema afirmou que "Bolsonaro perdeu para si mesmo" e não apenas para o seu adversário, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

— Bolsonaro teve uma infelicidade muito grande principalmente na comunicação. Teve bons resultados, mas sempre causando muitos ruídos, um desgaste desnecessário. Mais do que ter perdido para o próprio candidato Lula, o presidente Bolsonaro perdeu para si mesmo, devido à forma de condução da comunicação — afirmou. O Palácio do Planalto não se manifestou sobre as declarações de Zema.

Zema, que foi coordenador da campanha de Bolsonaro em Minas no segundo turno das eleições, negou que seja o "herdeiro" dele no estado.

— Não me vejo como herdeiro, até porque tenho partido diferente. Apoiei Bolsonaro no segundo turno porque tenho mais semelhanças com o projeto dele do que com o candidato adversário, mas temos diferenças — explicou.

Ele voltou a criticar a comunicação do governo ao citar a condução da pandemia da covid-19.

— Durante a pandemia, a comunicação do governo federal deixou muito a desejar. Quando você está lidando com algo que não conhece, é bom não menosprezar, você está menosprezando algo que alguém está aflito em relação àquilo e acaba tendo um reflexo negativo— completou.