Mais de três mil aniversariantes de dezembro não fizeram a prova de vida do Rioprevidência no prazo

Mais de três mil aposentados e pensionistas nascidos em dezembro não realizaram a prova de vida obrigatória do Rioprevidência dentro do prazo. O órgão publicou, no Diário Oficial desta quinta-feira (dia 5), os nomes de 3.703 beneficiários que faltaram.

Para evitar a suspensão do pagamento do benefício a partir da folha de fevereiro, paga em março, os faltantes devem comparecer a uma agência do Bradesco durante o mês de janeiro munidos de documento de identidade, CPF e comprovante de residência.

Uma vez suspenso, o pagamento só poderá ser retomado quando houver a regularização. Se o beneficiário demorar mais de seis meses para realizar a comprovação de vida, o valor será suspenso em definitivo.