Mais uma corretora suspende as operações em Cabo Frio prometendo devolver o dinheiro de clientes

·1 min de leitura

RIO - A crise que atingiu as empresas de investimento em criptomoedas em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio — algumas delas, investigadas pela polícia por fraudes financeiras, como a GAS Consultoria, do "Faraó dos Bitcoins" Glaidson Acácio dos Santos — levou mais uma corretora a suspender as operações. A Oregon Enterprises comunicou aos clientes que está suspendendo as operações. No comunicado, a empresa atribui a "bloqueios arbitrários nas corretoras" o fato de não conseguir honrar os compromissos com os clientes.

"Agradecemos a confiança e a compreensão de todos diante das dificuldades que não somente nós da Oregon, mas todo o ramo está enfrentando", diz o comunicado em seu início. A empresa afirma que vai devolver o capital a todos os clientes, em sete parcelas de 15% do valor investido, indo de dezembro deste ano a junho de 2022, dando um retorno de 105% do dinheiro aplicado. A Oregon também afirma que continuará aberta e com o escritório funcionando.

Em vídeo GAS Consultoria pede 'fé' a clientes

A GAS publicou, na última semana, um vídeo na internet em formato de "comunicado oficial", no qual pede "calma", "fé" e "esperança"aos clientes e diz que o 'momento ruim vai passar'. Nas imagens gravadas externamente, um casal de apresentadores bem vestidos se dirige ao que chamam de "família G.A.S, amigos, clientes e consultores". Eles leem a nota oficial, assinada pelo escritório de Advocacia Nélio Machado, que representa Glaidson e, ao final, explicam que, por conta das decisões e bloqueios judiciais, não pode ser feito qualquer pagamento a clientes nem mesmo a devolução do capital, sob pena de desrespeito à decisão da Justiça, e que estão tentando reverter por meio dos recursos previstos na legislação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos