'Mais uma que Jair Bolsonaro ganha', ironiza presidente sobre problema em vacina contra Covid 19

Daniel Gullino
·1 minuto de leitura
Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro ironizou nesta terça-feira a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de interromper o estudo clínico da vacina Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan e pelo laboratório chinês Sinovac Biotech. Bolsonaro lembrou que o governador de São Paulo, João Doria, "queria obrigar a todos os paulistanos tomá-la", ressaltou que é contra a obrigatoriedade da vacinação e disse que é "mais uma que Jair Bolsonaro ganha".

Segundo a agência, a interrupção se deu por conta de um “evento adverso grave” durante a fase de testes da vacina. O GLOBO apurou que o evento grave informado na nota da Anvisa foi a morte de um voluntário.