Maisa completa 18 anos; veja 11 momentos da trajetória da apresentadora na TV

Ricardo Rigel
1 / 8

ba1385ca-d69f-4fd4-bd3a-a67b9e73b186.jpg

Maisa aos 14 anos

Você piscou, e a menina prodígio, que fazia a alegria e alavancava a audiência de programas como os de Raul Gil e Silvio Santos, cresceu! Maisa Silva chega, nesta sexta (22), à maioridade com um currículo de dar inveja a muitos medalhões da TV. Aos 18 anos, a moça já passou por três emissoras, apresentou atrações consagradas da TV, fez novelas, cinema e, há um ano, comanda seu próprio talk show, o “Programa da Maisa’’. Como se não fosse o bastante, ela ainda sustenta uma legião de 32 milhões de seguidores no Instagram. E, ao lado da amiga Larissa Manoela, é uma das jovens mais seguidas na rede no Brasil.

— Sempre admirei muito a Maisa. Nós crescemos juntas, já vimos lados muitos extrovertidos uma da outra, muito natural... Conviver com ela sempre foi uma alegria muito grande. Pra mim, que pude passar boa parte da minha vida com ela, trocando boas ideias e experiências, é uma presente essa companhia — homenageia Larissa Manoela.

E, já que é dia de soprar as velinhas, nada melhor do que voltar no tempo e relembrar bons momentos de Maisa até aqui.

Seu Raul

Maisa foi descoberta em 2005, pelo “Programa Raul Gil’’, quando tinha apenas 3 anos. Ela participou do quadro “Eu e as crianças’’. Em entrevista ao EXTRA, no ano passado, a apresentadora lembrou que, aos 2 anos, quando assistia aos programas com os avós, ela falou para eles e para os pais que queria participar da atração. Meses depois, já era a queridinha do apresentador.

Vevetinha

Em 2006, com a ida de Raul Gil para a Band, Maisa foi junto e chegou a ser contratada pela emissora. Um dos momentos marcantes da passagem dela pela atração foi quando se vestiu de Ivete Sangalo para homenagear a cantora. A menina também fez homenagem aos irmãos Sandy e Junior.

Contratada

Encantado com o jeitinho espontâneo de Maisinha, o dono do Bau, Silvio Santos, contratou a artista para o SBT, em 2007. E, logo, a pequena passou a apresentar o programa “Sábado Animado’’. A forma ácida como atendia as ligações gerou memes.

 

‘Meu querido, eu sou cantora’

Um dos momentos mais lembrados pelos fãs de Maisa na internet aconteceu durante a apresentação do “Bom dia & Cia”. A pequena cantarolava enquanto entrevistava um telespectador. Até que perguntou: “Guilherme, você acha que eu canto bem?”, e o pequeno respondeu: “Não sei se muito bem...”. Irritada, Maisa disparou a frase repetida até hoje: “Meu querido, eu sou cantora!”.

‘Ele usa peruca, é peruca!’

Além de apresentar os programas infantis do SBT, Maisa participou por muito tempo de um quadro no “Programa Silvio Santos” chamado “Pergunte à Maisa”. Única que rebatia as piadas do patrão, a pequena vez ou outra se estressava. Chorava, sacaneava e não deixava barato quando era irritada. Numa dessas ocasiões, enquanto Silvio entrevistava outras crianças, Maisa ficou enciumada e começou a fazer chifrinhos na cabeça dele. Até que resolveu puxar o cabelo e saiu gritando: “Ele usa peruca, é peruca”. Foi parar no ‘Top Five’ do extindo CQC.

O primeiro passo na dramaturgia

Quando estava prestes a completar 10 anos, em 2012, Maisa precisou abandonar os cachinhos para interpretar o seu primeiro papel numa novela. Ela deu vida à personagem espevitada Valéria, no remake de “Carrossel”. Na trama, a atriz tinha até um namoradinho interpretado pelo ator Guilherme Seta. Em entrevista ao EXTRA, na época de estreia da trama, ela deu seu recado: “Eu não acho que vou arrasar na novela, que sou ‘the best’. O pessoal (do elenco) não teve problema comigo, logo ficamos amigos. Há conflitos do dia a dia, mas a gente trabalha em sintonia’’.

Música polêmica

Antes de desistir da carreira de cantora, Maisa chegou a lançar a música “Nhenhenhem”, em 2015. Como ela tem milhares de fãs mirins, a canção bombou, mas também gerou polêmica. Na época, em entrevista ao programa “Pânico”, da Rádio Jovem Pan, a cantora desabafou ao ser questionada se existia alguma conotação sexual na letra: “A galera está levando tudo para um lado malicioso! A galera não entendeu muito bem… “NheNheNhem’’ é reclamação, não tem nada a ver com algo sexual. Eu estou me referindo à galera que fica enchendo o saco”, explicou.

Início da adolescência

A transição da infância para a adolescência de Maisa foi vista em tempo real pelo público. Em 2016, aos 14 anos, ela estreou na novela “Carinha de Anjo” como a blogueira Juju Almeida. Na época, a atriz recebeu críticas e até ameaças nas redes sociais ao falar da preocupação de que poderia ficar menstruada entre o período de Natal e Ano Novo. Pelo Twitter, ela escreveu que estava com medo de usar roupa branca. Depois dos ataques, ela não deixou barato e respondeu através da rede que o assunto ainda era um tabu no país, mas que para ela menstruação era algo normal para as mulheres.

Conversa madura com bial

Em 2018, já com 16 anos, a queridinha de Silvio Santos recebeu a autorização do patrão para dar uma entrevista ao programa “Conversa com Bial”, da Globo. No bate-papo, a atriz filosofou sobre o comportamento dos jovens que levam a vida pelas telas de seus celulares: “Aprendi com a lua que a gente não consegue tirar uma foto que capte toda a sua perfeição, é uma coisa que só seus olhos conseguem enxergar. A não ser que você seja um fotógrafo profissional com a sua superlente. Então, eu aprendi com a lua que muita coisa a gente só vai conseguir enxergar com os olhos”. Bial ficou boquiaberto!

Tudo por um PopStar

A veia cômica de Maisa foi explorada na adaptação cinematográfica do best-seller de Thalita Rebouças “Tudo por um popstar”. O filme foi lançado em 2018 e, no longa, Maisa dava vida à jovem Gabi. Na história, ao lado das amigas Rita e Manu, ela fez de tudo para ver um show da banda teen Slavabody Disco Disco Boys em outra cidade. Na época, a artista confidenciou à imprensa que a cena mais nojenta que precisou gravar foi uma guerra de comida, e que o estúdio parecia uma sauna: “Realmente, era quase um contato com o inferno. Eu me senti bem próxima”.

Talk Show pra chamar de seu

Ano passado, antes de completar 17 anos, a queridinha de Silvio foi surpreendida com um comunicado de que ganharia um programa. No ar todos os sábados à tarde, a artista apresenta o talk show “Programa da Maisa” que, segundo a própria, se chamaria “Maiseira”, mas Silvio não deixou porque não entendeu a referência. A apresentadora chegou a ser comparada a Tatá Werneck, mas tratou de rebater: “Essa história que muita gente tem falado de que vou fazer um programa tipo o da Tatá (Werneck) não é verdade. Amo o jeito como ela apresenta, mas a gente não é nada parecida. Ela é uma humorista, eu sou uma atriz adolescente. Nem no tamanho somos iguais. Sou mais alta!’’, disse ao EXTRA.