Major Olímpio discute com bolsonaristas durante comício no interior de São Paulo; assista

·1 minuto de leitura
Em discurso, à tribuna, senador Major Olimpio (PSL-SP).  Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
Senador Major Olimpio (PSL-SP) rompeu com o presidente Jair Bolsonaro (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

Antes bolsonarista, o senador Major Olímpio (PSL-SP) se envolveu em uma discussão com apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na última segunda-feira, 23. O parlamentar esteve em Taubaté, interior de São Paulo, para apoiar a candidata à prefeitura Loreny (Cidadania).

Segundo informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o senador diz ter sido surpreendido por um grupo de bolsonaristas que chamavam Major Olímpio de “traidor”. Enquanto é xingado por apoiadores do presidente, o senador respondeu com gritos de “ladrão” e “ladrão de rachadinha”.

À Folha, o senador declarou: “O que restou de bolsonaristas hoje são radicais que tentam se impor pela intimidação. Comigo, não. Ladrão é ladrão. Ladrão de direita é igual ladrão de esquerda. Simplesmente ladrão”.

Leia também

Major Olímpio ainda afirmou que os apoiadores de Bolsonaro em Taubaté cabem em um Mini Cooper e que eram apenas quatro pessoas.

Eleito em 2018 na esteira do bolsonarismo, o senador rompeu com o presidente Jair Bolsonaro depois da CPI da Lava Toga. Enquanto Bolsonaro queria que Olímpio assinasse, o senador não queria e afirmou que estava sendo pressionado. O parlamentar critica abertamente os filhos do presidente, investigados pela prática de rachadinha.