Manchester City é o clube com maior receita do mundo na temporada 21/22; PSG fica em 5º

Um relatório publicado pela Deloitte, chamado Football Money League, apontou o Manchester City, comandado por Pep Guardiola e propriedade do Xeque Mansour, como o time com maior receita do mundo na temporada passada. Com o total de 731 milhões de euros (cerca de R$ 4,1 bilhões, na cotação atual), o clube inglês ficou na frente de Real Madrid, com 714 milhões de euros, Liverpool, com 702, Manchester United, com 689, e PSG, com 654 milhões.

Bayern de Munique, Barcelona, Chelsea, Tottenham, Arsenal, Juventus, Atlético de Madrid, Borussia Dortmund, Inter de Milão, West Ham, Milan, Leicester, Leeds United, Everton e Newcastle fecham o top-20 dos clubes com maiores receitas. Desta lista, 11 dos 20 times disputam a Premier League, ou seja, 55%.

A receita total dos 20 principais clubes em 2021/22 foi de 9,2 bilhões de euros, um aumento de 13% em comparação com os 8,2 bilhões de euros relatados pelos clubes da Money League de 2020/21. Este crescimento foi impulsionado pelo retorno dos torcedores nos estádio após duas temporadas atingidas pelo Covid-19.

— É improvável que a superioridade financeira da Premier League seja desafiada nas próximas temporadas. Esses clubes continuam atraindo investimentos internacionais e a questão agora provavelmente não é se, mas quando os 20 clubes da Premier League estarão no Top 30 — disse Sam Boor, diretor do Sports Business Group da Deloitte.

Atualmente, 16 times do Campeonato Inglês estão presentes no top-30. Por outro lado, o Barcelona, ​​que liderou este ranking há dois anos, está agora apenas em 7º, após a eliminação precoce na Liga dos Campeões e receitas comerciais menores do que os demais clubes. De acordo com o relatório, o Real Madrid é outra equipe que não conseguiu recuperar seu nível de receita de antes da pandemia.

Esta também foi a primeira vez que a Deloitte relatou as receitas geradas pelas equipes femininas. Os clubes relataram 2,4 milhões de euros de receita média na temporada 2021/22 e o Barcelona gerou a maior receita, com 7,7 milhões de euros, tendo chegado à final da Liga dos Campeões em 2022 e conquistado a competição em 2021.