Mancini se defende sobre saídas de times: "Se o clube pode escolher, por que o treinador não pode?"

·1 min de leitura
Vagner Mancini é o vice-presidente da Federação Brasileira de Treinadores de Futebol. Foto: Gil Gomes/AGIF

Vagner Mancini é o vice-presidente da Federação Brasileira de Treinadores de Futebol, desde 2013, ano da fundação da entidade. O órgão foi criado para defender os direitos dos técnicos, irritados com a postura de dirigentes de clubes na relação profissional. 

Mancini foi criticado por muita gente e pelos diretores do América-MG, quando deixou o time para assumir o Grêmio, por uma proposta financeira maior. Em 2020, Mancini já tinha feito o mesmo, ao sair do Atlético-GO para o Corinthians. 

O blog pediu um posicionamento de Mancini, a respeito do assunto. Confiram.

"A FBTF foi fundada em 2013 e desde então sou vice-presidente da entidade. Lutamos para regulamentar a profissão do treinador de futebol. Lutamos pelos direitos e uma melhor perspectiva para a categoria porque, infelizmente, a cultura do futebol brasileiro é a demissão dos técnicos, quando a fase não é boa. É imediatista! Combatemos essa troca frenética, muitas vezes arbitrária, sem ter sido dadas as condições de trabalho prometidas na assinatura do contrato. Por isso, é desrespeitoso e injusto. 

Nos habituamos que o treinador é demitido, mas é criticado ao pedir demissão. Se o clube pode escolher o que é melhor para a instituição no momento, por que o treinador não podem, quando surge um novo desafio? É um direito de qualquer profissional. S ele foi procurado, significa que está realizando um bom trabalho com metas alcançadas. Precisamos normalizar essa postura de que o treinador também pode escolher o que é melhor para a carreira dele", concluiu. 

Vagner Mancini fez 21 jogos pelo América-MG, com sete vitórias. No Grêmio, será sua passagem, após ter trabalhando no tricolor em apenas seis partidas, em 2008. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos