Manifestações golpistas nas estradas impedem chegada de oxigênio aos hospitais, alerta Abiquim

SÃO PAULO, SP, 01.11.2022 - Manifestação contra o resultado da eleição presidencial na rodovia Hélio Smidt, em Guarulhos, na Grande São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 01.11.2022 - Manifestação contra o resultado da eleição presidencial na rodovia Hélio Smidt, em Guarulhos, na Grande São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Abiquim (Associação Brasileira da Indústria Química) divulgou nota nesta terça-feira (1º), informando que, no setor de saúde,as manifestações golpistas nas estradas, promovidas por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), atrapalham o transporte de oxigênio para hospitais e clínicas.

"As manifestações estão colocando em risco o transporte de oxigênio líquido medicinal, destinado a clínicas e hospitais, locais nos quais é utilizado para a manutenção e preservação da vida de pacientes em UTI's ou CTI's em estado crítico, ou que estejam sofrendo de crise respiratória", diz a nota. "Faz-se necessária a urgente liberação da circulação sem bloqueios no país para que tanto o oxigênio quanto os demais produtos essenciais à vida do brasileiro sigam chegando ao seu destino."

A associação afirma que empresas de diversos segmentos de produção, como gases medicinais, insumos industriais, fertilizantes e outros, veem a situação com "muita preocupação."