Manifestante morre em protestos contra o poder militar no Sudão

·1 min de leitura
Manifestantes sudaneses em protesto contra os militares em Cartum (AFP/-)

Uma pessoa morreu nesta quinta-feira (6) durante os protestos no Sudão contra os militares que chegaram ao poder com um golpe militar há mais de dois meses, segundo um grupo independente de médicos do país africano.

O manifestante, que não foi identificado, morreu após receber "um disparo na cabeça por parte das forças golpistas" quando participava dos protestos desta quinta em Omdurman, cidade-gêmea da capital Cartum, detalhou o Comitê de Médicos, uma organização independente.

Segundo o comitê, um total de 58 pessoas foram mortas em ações das forças de segurança do Sudão desde o golpe de Estado de 25 de outubro de 2021.

Nesta quinta-feira, milhares de sudaneses tomaram as ruas em todo o país para protestar contra o governo militar.

bur/it/pc/js/rpr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos