Manifestante morre no Iraque em confronto entre policiais e grupos pró-Irã

·2 min de leitura
Manifestantes iraquianos exibem cartaz contra o primeiro-ministro Mustafa al Kadhimi durante protesto contra o resultado das últimas eleições, perto da Zona Verde, em Bagdá, em 5 de novembro de 2021 (AFP/Ahmad AL-RUBAYE)

Um manifestante morreu e mais de 100 pessoas ficaram feridas nesta sexta-feira (5) no Iraque, quando a polícia entrou em confronto com manifestantes que protestavam contra o resultado das eleições legislativas do mês passado, disseram fontes médicas e de segurança.

A vítima "foi atingida por disparos e morreu no hospital", informou uma fonte, que pediu anonimato.

O braço político da rede paramilitar pró-Irã Hashed al-Shaabi perdeu várias cadeiras nas eleições de 10 de outubro, que os partidários do grupo denunciam como "fraudulentas".

Nesta sexta-feira, centenas de partidários da Hashed al-Shaabi se manifestaram em Bagdá, perto da Zona Verde, um distrito de alta segurança que abriga a embaixada dos Estados Unidos, edifícios governamentais e o órgão eleitoral.

Manifestantes de grupos leais à Hashed al-Shabbi lançaram projéteis e "bloquearam o acesso à Zona Verde" por três lados, antes de serem reprimidos pela polícia, que efetuou disparos para o alto, disse uma fonte de segurança que pediu o anonimato.

"Há 125 feridos, 27 deles civis e o restante das forças de segurança", informou o Ministério da Saúde iraquiano.

Jornalistas da AFP presentes no local presenciaram um enorme dispositivo de segurança mobilizado em torno da Zona Verde.

O primeiro-ministro iraquiano, Mustafa al-Kadhimi, "ordenou uma investigação exaustiva sobre os acontecimentos desta sexta-feira", informou seu gabinete.

Por sua vez, a missão da ONU no Iraque disse que "lamenta a escalada de violência e os feridos em Bagdá hoje".

"Pedimos a todas as partes que exerçam máxima contenção, que se respeite o direito ao protesto pacífico e que as manifestações continuem sendo pacíficas", acrescentou.

Alguns manifestantes "lançaram pedras e todo tipo de objetos" contra a polícia, que estava equipada com escudos, detalhou a fonte das forças de segurança.

A Hashed al-Shaabi é uma coalizão pró-Irã de antigos paramilitares que foram incorporados às Forças Armadas iraquianas. Uma de suas principais reivindicações é a saída das tropas americanas do Iraque.

Centenas de partidários do grupo iniciaram, em 19 de outubro, uma ocupação perto da Zona Verde para denunciar os resultados preliminares das eleições legislativas de 10 de outubro, que representaram um forte revés ao braço político da Hashed al-Shaabi.

Os dirigentes do grupo qualificaram a apuração dos votos de "trapaça" e anunciaram que recorreriam dos resultados definitivos, que serão conhecidos nas próximas semanas.

Hoje, alguns manifestantes portavam cartazes com os dizeres: "Não à fraude!".

ak-gde/bk/meb/dga/rpr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos