Manifestantes bolsonaristas atacam agentes da PRF no Pará e em Santa Catarina; veja vídeo

Manifestantes atacaram agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta segunda-feira, em um trecho da rodovia BR-163, na cidade de Novo Progresso, no Sudoeste do Pará. O grupo, composto por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), bloqueava a via prejudicando o trânsito dos veículos, o que motivou a ação da corporação. Em nota, a PRF afirmou que uma criança passou mal durante o confronto, foi socorrida e teve alta médica, enquanto um policial foi ferido.

No município de Rio do Sul, a cerca de 200 quilômetros de Florianópolis, o conflito teve início às margens da BR-470. Vídeos mostram policiais sendo atacados por manifestantes com cadeiras e pedaços de madeira. Eles recuam e fogem em direção á rodovia. Não houve registro de feridos.

Em Nova Progresso, imagens que circulam nas redes sociais mostram o confronto dos manifestantes, vestidos em sua maioria com camisas da Seleção Brasileira, contra viaturas da PRF que passam em sequência no local. Também são ouvidos disparos, embora não seja possível identificar de onde vieram. Com os registros, também é possível ver manifestantes que atiram cadeiras e usam fogos de artifício contra os agentes.

Segundo o g1, a criança que passou mal durante o confronto sofreu intoxicação pelo uso de gás pelos agentes. Em vídeo publicado nesta segunda, o superintendente da PRF no Pará, Diego Patriota, condenou a presença de mulheres e crianças nos bloqueios e criticou a interdição das rodovias.

— Lamentavelmente, observamos pessoas que insistem em dizer quando que um terceiro pode ir e vir, como o coletivo pode funcionar. Deixamos claro que isso não existe. Uma coisa é você se manifestar pacificamente com temas legais, outra coisa é você prejudicar toda a sociedade. (...) Peço aos manifestantes, pessoas que moram ao longo da 163: retirem mulheres e crianças. Não os façam de escudo, tenham responsabilidade. A polícia trabalha com os manuais, com todo o respeito aos direitos humanos e nós vamos operar — afirmou Patriota, ao avisar que a PRF passa, a partir de hoje, a operar com sua tropa de choque.

Já em nota divulgada nas redes sociais PRF do Pará, a corporação afirma que a operação em Novo Progresso “tem o objetivo de desbloquear um trecho da rodovia federal (BR-163) que está sendo obstruído por manifestantes”, além de informar sobre o estado de saúde da criança que estava no confronto e do agente atingido.

Pedido em vídeo

Em um vídeo de cerca de dois minutos publicado nas redes sociais na última quarta-feira, 2 de novembro, Bolsonaro pediu aos manifestantes que desobstruam as rodovias bloqueadas. "Tem algo que não é legal: o fechamento de rodovias no Brasil prejudica o direito de ir e vir das pessoas", afirmou. Segundo o presidente, os bloqueios não fazem parte das “manifestações legítimas", disse.

Um dia antes, Bolsonaro afirmou no discurso após a derrota nas urnas que “as movimentações pacíficas sempre serão bem-vindas”, mas que “os nossos métodos não podem ser o da esquerda, que sempre prejudicaram a população, como invasão de propriedades, destruição de patrimônios e cerceamento do direito de ir e vir”.