Manifestantes golpistas interditam 267 pontos em estradas federais, afirma PRF

Manifestantes paralisam estradas em todo o país; Santa Catarina é o estado mais afetado (Foto: ANDERSON COELHO/AFP via Getty Images)
Manifestantes paralisam estradas em todo o país; Santa Catarina é o estado mais afetado (Foto: ANDERSON COELHO/AFP via Getty Images)

Manifestantes golpistas mantém 267 pontos de interdição ativos nas estradas federal por todo o Brasil. Esse foi o número informado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em entrevista coletiva, que não contou com a presença de Silvenei Vasques, diretor-geral da corporação.

Apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) se recusam a aceitar a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na eleição presidencial.

Os estados com mais interdições são Santa Catarina, seguidos por Pará e Mato Grosso. Segundo a PRF, a Força Nacional e a Polícia Militar foram mobilizadas para ajudar a liberar as estradas.

“Estamos em uma operação sinérgica para restabelecer a ordem o quanto antes, liberar o trânsito nas rodovias e resolver o mais rápido possível, para garantir o direito de ir e vir dos cidadãos e o escoamento de mercadorias e pessoas nas rodovias federais”, declarou Marco Antonio Territo, diretor-executivo da Polícia Rodoviária Federal.

De acordo com a corporação, o pior momento da manifestação golpista foi a noite da última segunda-feira (31), quando chegaram a ser registrados 421 pontos de bloqueio.

Segundo a decisão do Supremo Tribunal Federal, a PRF deve impedir a continuidade da mobilização bolsonarista de forma imediata. Em caso de descumprimento por parte da Polícia Rodoviária Federal, a corporação terá de pagar uma multa de R$ 100 mil por hora e o diretor-geral, Silvenei Vasques, poderá ser afastado e até preso em flagrante.