Manifestantes protestam em frente à residência de Moraes em São Paulo

·1 minuto de leitura
Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo
Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo

Um grupo de manifestantes favoráveis ao presidente Jair Bolsonaro protestou, na tarde deste sábado, diante do prédio onde mora o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), em São Paulo. O grupo pedia sua saída do Supremo. Moraes decidiu, nesta semana, impedir que o presidente nomeasse Alexandre Ramagem como diretor da Polícia Federal, alegando que a medida fere a impessoalidade do cargo do presidente, uma vez que Ramagem é amigo pessoal dos filhos do presidente.

O grupo do protesto, segundo diversos vídeos postados em redes sociais, usava bandeiras do Brasil e também fez ataques ao governador de São Paulo, João Dória (PSDB-SP), que critica a postura de Bolsonaro no combate à pandemia do novo coronavírus. De acordo com as imagens, cerca de 20 pessoas estavam no local. Um dos vídeos registra o momento em que o grupo profere palavrões.

Diante da confusão, a polícia foi chamada e três manifestantes foram levados á 14ª Delegacia de Polícia, em Pinheiros. Ao menos dois deputados da base bolsonarista da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) foram à delegacia para dar assistências aos manifestantes que foram detidos.