Mulher é torturada, agredida e estuprada por 32 horas pelo companheiro

O homem foi preso em flagrante após confessar as ameaças e agressões contra mulher de 19 anos por 32h (Foto: Getty Images)
O homem foi preso em flagrante após confessar as ameaças e agressões contra mulher de 19 anos por 32h (Foto: Getty Images)

Foi resgatada pela Polícia Militar (PM) neste domingo (11) uma mulher de 19 anos que foi torturada, agredida, estuprada e mantida em cárcere privado pelo ex-companheiro por quase 32 horas em um rancho na Represa de Miranda em Uberlândia, Minas Gerais.

Os policiais chegaram até o local após receberem uma denúncia de que estava tendo agressões na região de ranchos da represa, com uma vítima em cárcere privado.

Depois de realizar buscas pela redondeza, eles localizaram um casal e começaram a conversar com eles.

Na abordagem, a jovem apresentava nervosismo e os policiais militares decidiram conversar com os dois separadamente. Foi quando a vítima contou estar desde sexta-feira (9) sofrendo abusos e castigos físicos.

No relato, informou o portal g1, a mulher contou aos militares que ela e o sequestrador reataram o relacionamento recentemente.

Ela havia se separado, mas resolveu dar uma nova oportunidade pelo fato do jovem, de 23 anos, ser o pai da filha dela.

No entanto, na última sexta-feira, por volta das 23h50, ela estava em um bar, quando o companheiro chegou ameaçando-a de morte com uma arma.

Do bar, ela foi levada a um endereço no Bairro Maravilha, onde foi torturada e violentada durante toda a madrugada.

Na manhã de sábado (10), ela foi levada à força para um rancho, junto ao pai da filha.

O companheiro da vítima contou que teve uma briga com ela pelo fato dela estar “mandando mensagem para outro” em uma rede social.

O agressor também confessou que ameaçava a jovem dizendo que se fizesse um boletim de ocorrência ele iria matar ela, a família dela e depois se matar.

O homem foi preso em flagrante após confessar as ameaças e agressões, e levado até a delegacia da Polícia Civil. Além desse crime, ele já teve passagens por roubo, receptação, ameaça e outros crimes.