Marília Mendonça: músicos da cidade onde aconteceu acidente de Marília Mendonça fazem tributo

A prefeitura da cidade de Piedade de Caratinga, Minas Gerais, local onde aconteceu o acidente que matou a cantora Marília Mendonça, organiza um tributo para ela no dia em que a queda do avião completa um ano, neste sábado (5). Nove músicos locais irão fazer um show cantando sucessos de Marília. Logo depois será realizada uma missa para ela. As apresentações serão na Praça Cesário Alvim, onde dezenas de fãs da cantora se reuniram no dia de sua morte.

Lançamento: Biografia de rei Charles III diz que ele maltratava funcionários e só dormia com ursinho: ‘Malvado’

Cotado para cargo: Chico César descarta assumir Ministério da Cultura de Lula: 'Sou mais Juca Ferreira ou Jandira Feghali'

A família de Marília Mendonça está reclusa na semana em que se completa um ano da morte da cantora sertaneja, vítima de um acidente aéreo aos 26 anos. Mãe da artista, Ruth Moreira viajou com o filho João Gustavo, de 21 anos, para um lugar em que ambos possam ficar "off". Para funcionários e pessoas próximas, Dona Ruth, como é chamada, afirmou que não quer ser incomodada.

Após criar um canal de culinária no YouTube — a fim de realizar um sonho que cultivava com a filha, como diz —, Ruth diminuiu a quantidade de compromissos e trabalhos para acompanhar João Gustavo em seu tratamento contra a depressão. Nesta sexta-feira (4), ela comemora seu aniversário de 54 anos ao lado do caçula. No sábado (5), a morte de Marília completará um ano.

— Eles estão juntos sempre, e viajaram para ficar off mesmo. Sabiam que seria uma semana intensa e difícil — relata um representante da família ao GLOBO.

Em entrevista ao "Fantástico", que será exibida pela TV Globo no próximo domingo (6), Dona Ruth revela que mantém o quarto da filha da mesmíssima maneira há um ano. Tudo segue intacto no cômodo onde Marília passava a maior parte do tempo.

— Só choro nas madrugadas, porque está todo mundo dormindo. É só Deus que está acordado para me ver — diz a mãe da artista. — Este foi o ano mais dolorido da minha vida.

No fim de setembro, dez meses após a tragédia, o irmão de Marília Mendonça veio a público para dizer que precisava dar uma pausa em sua incipiente carreira artística para tratar uma depressão e lidar com o "luto mal vivido". Em comunicado publicado nas redes sociais, ele anunciou o fim da dupla sertaneja Dom Vittor & Gustavo, formada com o colega Dom Vittor.

"Chegou a hora de me cuidar, entender tudo o que aconteceu, viver o que não vivi, para poder seguir. Não sei se na música, hoje me sinto incapaz de tomar uma decisão olhando para o futuro", afirmou João Gustavo, por meio de um comunicado no Instagram.

João Gustavo é formado em Educação Física, joga regularmente basquete e é entusiasta de jogos on-line (ele já promoveu algumas transmissões ao vivo de games, na internet). Ao GLOBO, ele contou que só insistiu na carreira artística, após a morte da irmã, para manter aceso um desejo da própria Marília Mendonça, que o chamava de "meu bebê" e atuava como sua empresária musical particular.

"Se eu desistisse desse sonho, que também era dela, estaria sendo egoísta. Minha mãe me falou exatamente isso, que minha irmã tinha deixado tudo encaminhado. E me disse: “Você vai continuar, e não tem escolha”. Foi isso que me fez repensar", afirmou João Gustavo, em entrevista ao GLOBO.