Marília Mendonça: MPF instaura procedimento para acompanhar caso da queda de avião

·2 min de leitura

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou um procedimento administrativo para acompanhar as apurações do caso da queda da aeronave que resultou na morte da cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas. O órgão também pediu para ser acionado se constatado algum indício de risco à segurança do tráfego aéreo. A informação foi dada pela Folha de S. Paulo e confirmada pelo Extra.

Segundo o órgão, o procedimento, que não tem caráter de investigação cível nem criminal, foi estabelecido no dia seguinte à queda do bimotor PT-ONJ, King Air, em Caratinga, no interior de Minas Gerais. No bojo desse procedimento,o MPF enviou ofício ao 3º Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA) requisitando o encaminhamento do relatório final do acidente. Somente em posse do documento o órgão vai analisar a necessidade de adoção de novas medidas cabíveis.

Também foi requisitado que, caso constatado algum elemento que confirme riscos à segurança do tráfego aéreo, tal fato seja comunicado imediatamente ao MPF antes mesmo da conclusão das investigações. O procedimento corre sob sigilo.

O avião teria colidido com um cabo de energia antes de cair. Logo após o choque, o bimotor perdeu o controle, conforme afirmou ao GLOBO o empresário Aníbal Martins Julião Júnior, dono do terreno onde o avião se precipitou.

Um pedaço de cabo foi encontrado enrolado à hélice de um dos dois motores do avião pela Polícia Civil de Caratinga (MG). O material foi recolhido para perícia. Os destroços e os motores também serão submetidos a análises por técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

A apuração remonta desde a saída do aeródromo de Goiânia até o “o momento do impacto’’, segundo disse o Brigadeiro do Ar Marcelo Moreno ao podcast da Força Aérea Brasileira (FAB). Como a aeronave não tinha caixa-preta, o GPS e os celulares recolhidos no local são alguns dos elementos fundamentais para o trabalho.

Familiares e amigos de Marília Mendonça homenagearam a cantora com o culto na última sexta-feira, uma semana após o acidente. A cerimônia ocorreu ao mesmo tempo que uma missa de sétimo dia para o produtor da artista, Henrique Bonfim Ribeiro. Ambas foram realizadas em Goiânia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos