Marília Mendonça pretendia retomar projeto de shows gratuitos em capitais do Brasil: 'Bom de ser secreto é que não tem prazo', disse

·2 min de leitura

"Existe uma Marília antes e depois do 'Todos os cantos'". Era assim que a Rainha da Sofrência se via desde que em 2018 começou a fazer pelo país shows surpresa, e gratuitos, em diferentes capitais, e que arrastou multidões. Mesmo se envolvendo em outros projetos paralelos, e visto interrupções pelo caminho (como a gravidez do primeiro filho e, depois a pandemia) a artista frisava sempre que pretendia concluir a turnê e respondia com bom humor.

— E eu falo que existe um antes e depois não só da marca "Marília Mendonça", mas também da minha bagagem, pessoal, profissional. Vamos até o fim com o projeto. E o bom de ser secreto, sem ter datas divulgadas com antecedência, é que não tem prazo, podemos nos adaptar — disse Marília, aos risos, em seu retorno aos palcos após a licença-maternidade, em 2020.

O primeiro show foi em 16 de agosto de 2018, em Belém (PA). "O primeiro estado que me abraçou", explicou a cantora. Além de fazer shows em todos os cantos do Brasil, a ideia era mesclar os ritmos musicais nacionais tão plurais. Por isso, os eventos combinavam com lançamentos musicais que originaram álbuns e EPs homônimos ao projeto, e que figuram na lista dos mais ouvidos anualmente.

— Um dia, dormi à tarde e sonhei que chegava numa praça e divulgava meu próprio show. Claro que sonhei numa proporção bem menor. Tudo que está acontecendo hoje é muito maior do que todos os sonhos que já tive. “Todos os cantos” veio dessa vontade que todo artista tem de cantar para o povo — relembrou Marília, em 2019, em outra entrevista ao EXTRA quando o projeto virou também documentário no Globoplay.

Com "Todos os cantos", Marília passou por 18 capitais. A última cidade foi Belo Horizonte, em outubro de 2019. O evento reuniu mais de 100 mil pessoas em uma segunda-feira em um dos pontos turísticos da cidade. A passagem por Minas Gerais, e as imagens do show, lhe renderam o lançamento do single "Graveto".

Os bastidores deste último, assim como os de Salvador, Boa Vista, Manaus, Aracaju e Brasília (as capitais que não foram contempladas na primeira leva de episódios), também estavam sendo gravados para uma nova temporada do documentário no Globoplay. A edição de todo material foi finalizada em outubro, mas ainda não há informações sobre um possível lançamento. O serviço de streaming planejava ainda a terceira edição do registro audiovisual, coincidindo com novas visitas da artista a outras capitais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos