Marília Mendonça: veja foto exclusiva de um dos motores do avião e saiba como será o transporte dos destroços para o Rio e Sorocaba

·1 min de leitura

RIO - Levará dez horas o transporte da fuselagem do avião que caiu sexta-feira em Pieade de Caratinga, Minas Gerais, matando a cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas que estavam no voo. As seis toneladas de material recolhidas no local do acidente precisaram de oito viagens para serem transportadas até o pátio da empresa Fervel, contratada pela PEC Táxi Aéreo, dona do avião. Um caminhão de 11 metros com uma prancha fará o deslocamento para o Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa III), no Rio de Janeiro, que ficará responsável pela análise do material. Dois motoristas da empresa vão se revezar na direção sem fazer qualquer parada durante o percurso. Esse caminhão levará as asas e o corpo do King Air C90A.

Os dois motores da aeronave saem na quarta-feira de manhã do pátio da empresa rumo ao aeroporto de Sorocaba, levados por um caminhão com prancha de cinco metros. Devem chegar por volta das 20h e lá ficarão à disposição da empresa Pratt Whitney Canada do Brasil, que vai tentar entender o que aconteceu com o funcionameno deles.

A polícia local afirma que um cabo foi encontrado enrolado à hélice de um dos motores. No entanto, ainda não é possível afirmar que ele seria da torre de transmissão de energia da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), que fica perto do aeroporto. Por ora essa uma das suspeitas sobre o que teria provocado o acidente.

Amadeu Alexandre, dono da empresa de guincho que retirou os destroços do avião da cachoeira, conta que não percebeu nada no sentido mais "investigativo" da história:

- Ficou tudo uma bagaça tão grande que não deu nem pra ver. Além disso, a gente está ali para desenrolar o serviço e é leigo no assunto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos