Marca brasileira de comida plant-based vai atender em São Paulo

·2 minuto de leitura
A Urban Farmcy se define como fazenda e farmácia urbanas. Foto: Reprodução da Internet.
A Urban Farmcy se define como fazenda e farmácia urbanas. Foto: Reprodução da Internet.
  • Foodtech brasileira planeja investir R$ 5 milhões em expansão no sudeste;

  • Com o e-commerce, a marca plant-based quer canal informativo e transparente com o público;

  • Uma das propostas é mudar a ideia de que a comida vegetaria é sem graça.

A Urban Farmcy se define como fazenda e também farmácia urbana, que procura reduzir o consumo de origem animal no planeta. Com o investimento de R$ 5 milhões, a empresa inicia a entrada na região sudeste através de São Paulo.

A foodtech, do empresário Tobias Chanan, começou na região sul do Brasil, e agora avança digitalmente com e-commerce.

Leia também:

De acordo com Chanan, a marca de produtos vegetarianos tem a intenção de entregar uma comida limpa, nutritiva e responsável com o meio ambiente, levando mais plantas para a alimentação das pessoas.

A jogada da empresa para o e-commerce é possibilitar uma experiência informativa e transparente com o público. O canal promoverá informações sobre alimentos plant-based, impacto ambiental e empreendimentos da marca.

Chanan explica que a proposta da marca é redefinir essa categoria de alimentos, que já foi chamada de sem graça, e também oferecer saúde, assim como contribuir para a diminuição do impacto ambiental.

O processo de congelamento das marmitas da Urban Farmcy chama-se fresh freeze process. Nesse processo, o pequenos cristais de gelo não afetam a estrutura celular do alimento, mantendo os nutrientes, sabor e textura.

A marca projeta um faturamento de R$ 4 milhões neste segundo semestre do ano. Em comparação com a primeira metade de 2021, a Urban Farmcy prevê aumento de 600% nas vendas até dezembro. Outros planos incluem se expandir pelo Brasil em três meses, atingindo 25 milhões de unidades até 2025.

Com o lançamento da loja virtual, a empresa quer gerar R$ 50 milhões de renda para o setor da agricultura familiar, assim como o consumo de quatro mil toneladas de alimentos locais limpos em cinco anos.

As informações são da Consumidor Moderno.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos