Marca carioca SRI vira a preferida de quem quer estar sexy no palco, como as cantoras Marina Sena, Iza e Duda Beat

A timidez da designer e diretora criativa da Sri Ana Cristina Agra, de 34 anos, é inversamente proporcional ao visual audacioso que desenha para sua marca. Enquanto ela fica inibida até mesmo para tirar um retrato, as cantoras que vestem suas criações sobem sexy e empoderadas nos palcos. Já foi assim com Marina Sena, Iza, Pabllo Vitar, Anitta e Duda Beat que lacraram com macacões colados cheios de recortes, tops cavados, shorts com brilhos e muito mais. “Um dia resolvi costurar tachinhas em shorts. De uma hora para outra, vendi 300”, lembra ela.

Foi assim que, há dez anos, nascia a Sri, sigla de simbólico, real e imaginário, trio de palavras que ela tirou de estudos de Lacan. “Desejei fazer algo diferente do que já havia no mercado, ter uma linguagem própria e ser inclusiva. Hoje, temos boom de vendas perto de eventos como carnaval, ano novo e os festivais de música. Fazemos até coleções especiais focadas nesses momentos”, completa. Depois de um tempo online, ela abriu o primeiro ponto no Leblon, em 2016, e depois, em 2019, foi para a loja de Botafogo, onde está até hoje.

Agora, ela inaugura a Casa Sri, na Gávea, um espaço que junta a produção das coleções com uma agenda de pocket shows, jantares, talks (o primeiro foi em parceria com a marca Bonita de Pele) e o lançamento de collabs, quase sempre focadas no upcycling: já tem a com Juju Lattuca, em que utilizam todos os pedacinhos de retalhos em macacões, tops e shorts de patchwork. “A ideia é não ter desperdício. As sobras estão virando roupa”, diz Ana sobre a coleção permanente que faz o maior sucesso e foi vestida recentemente pelas cantoras Roberta Sá e Julia Linhares. Em breve, haverá uma outra com a marca Ventana, também focada em reaproveitamento.

Os próximos passos da marca, quem diria, será investir em peças casuais. A pandemia deu essa vontade na estilista. Uma primeira coleção de tricô já está na loja, assim como como conjuntos de algodão. Lacração na festa e conforto em casa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos