Marcelo Freixo lamentou morte de bandido por mãe PM em São Paulo?

Andre Melo/Futura Press

O caso da policial militar Katia Sastre, que no último sábado reagiu a um assalto e matou um bandido armado em frente a uma escola em Suzano, no interior paulista, teve grande repercussão e gerou uma notícia falsa.

O deputado estadual do Rio de Janeiro Marcelo Freixo (PSOL), conhecido pela defesa dos direitos humanos, foi alvo de um tuíte falso sobre o assunto. A postagem mentirosa faz crer que Freixo lamentou a morte do criminoso e disse esperar “que a responsável seja punida”.

Reprodução

“Ontem, ocorreu um atentado contra o maior direito fundamento (sic) do homem: a vida. Espero que a responsável seja punida. Por menos armas e mais postes. O PSOL se solidariza”, diz o falso tweet, que mostra uma imagem da policial atirando no bandido com a palavra “Luto”.

O parlamentar postou um vídeo em sua conta no Twitter desmentindo a informação.

“Não é uma brincadeira, isso aqui tem um outro nome. Quando você inventa um tuíte, cria um tuíte, para dizer que alguém disse uma coisa que não disse, você está cometendo um crime. Por isso, inclusive, estou indo à delegacia de repressão ao crime de informática fazer uma denúncia por crime cometido na internet. (…) Denuncie isso, esse tuíte é falso, é uma vergonha agir dessa maneira”, afirmou Freixo.