Márcio França diz que Doria foi “expulso” do governo de SP: “Exilado do Palácio”

Márcio França (PSB)  e João Doria (PSDB), durante o debate entre candidatos ao governo do estado de São Paulo em 2018 (Foto: Paulo Lopes/Futura Press)
Márcio França (PSB) e João Doria (PSDB), durante o debate entre candidatos ao governo do estado de São Paulo em 2018 (Foto: Paulo Lopes/Futura Press)

Ex-governador e candidato ao Senado por São Paulo, Márcio França (PSD) criticou João Doria (PSDB) e disse que o tucano foi expulso do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo.

“Eles expulsaram o governador de São Paulo. Ele foi exilado do Palácio, acabou sendo empurrado do Palácio. É um caso único no governo de São Paulo”, declarou França, em entrevista do portal Uol.

Em 2018, França e Doria estiveram no segundo turno da disputa pelo governo do estado. O tucano, que usou o “BolsoDoria”, saiu vencedor.

O candidato ao Senado ainda usou a falta da presença de Doria na campanha de Rodrigo Garcia (PSDB) para reforçar os ataques.

“Ele foi tão ruim, o Doria, que as pessoas não querem nem ele por perto para atrapalhar a campanha. O Rodrigo [Garcia], sem o Doria, acaba se saindo melhor, pelo menos o ônus do Doria não aparece perto dele”, declarou.

Nas campanhas eleitorais dos principais concorrentes de Garcia, Fernando Haddad (PT) e Tarcísio de Freitas (Republicanos), a forma de tentar aumentar a rejeição do atual governador é liga-lo a João Doria, de quem Rodrigo Garcia herdou o governo.

Cenário em São Paulo

Aliado de Fernando Haddad, França acredita que o cenário mais favorável para o petista seria uma disputa contra o candidato de Bolsonaro, Tarcísio de Freitas.

"Há uma máxima de que time grande não deve escolher adversário", afirmou. "Mas ida com Tarcísio facilitaria, porque a polarização nacional vai identificar o Tarcísio com o Bolsonaro".