Marco Aurélio aparece com a cabeça enfaixada em sessão do Supremo após cirurgia

MATHEUS TEIXEIRA
·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* BRASILIA, DF,  BRASIL,  17-04-2018 - O ministro Marco Aurélio Mello. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, BRASIL, 17-04-2018 - O ministro Marco Aurélio Mello. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro Marco Aurélio Mello apareceu com a cabeça enfaixada na sessão desta terça-feira (6) da Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal).

O magistrado afirma que teve que retirar um pequeno carcinoma e que já está tudo bem. O ministro tem 74 anos e irá se aposentar devido à idade em julho, quando completará 75 anos.

Carcinoma é um tipo de câncer. Até o momento, porém, não há mais detalhes sobre a cirurgia a que o ministro foi submetido.

Marco Aurélio participa normalmente dos julgamentos. A sessão ocorre por videoconferência, e o magistrado está em sua casa. Estão na pauta da turma diversos processos, a maioria deles criminal.

No primeiro deles, por unanimidade a Primeira Turma rejeitou habeas corpus do delegado da Polícia Civil do Rio Grande do Sul Omar Sena Abud, que pedia o arquivamento da investigação contra ele por embaraçar investigações de organização criminosa e lavagem de dinheiro.

No último domingo, Marco Aurélio criticou a decisão do ministro Kassio Nunes Marques de liberar a realização de cultos e missas. Na semana passada, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o ministro classificou como "ruim" as trocas do presidente Jair Bolsonaro no Ministério da Defesa e no comando das Forças Armadas.