Marcos Palmeira critica abandono da arte: "Os artistas foram criminalizados"

Marcos Palmeira em evento no RJ (Beatriz Damy / AgNews)
Marcos Palmeira em evento no RJ (Beatriz Damy / AgNews)

Homenageado do Festival de Cinema de Gramado, Marcos Palmeira não poupou críticas na hora de falar do abandono do setor artístico. Protagonista em "Pantanal", o ator veterano afirmou que a situação nunca esteve tão difícil.

"A gente está vivendo um momento muito difícil com a criminalização da cultura. Os artistas estão sendo criminalizados. É um momento estranho do país. Acho que é mais uma bandeira sendo fincada, no sentido de dizer: 'Olha, a cultura existe. A gente não consegue viver sem cultura. Não existe povo sem cultura. Não existe cidadania sem cultura. Está muito díficil", contou em papo com a "Quem".

Sobre a obrigação dos atores se posicionarem politicamente, o intérprete de José Leôncio afirmou que é importante que a classe artística dialogue com o público sobre isso. "Tem uma cobrança maior. Acho importante mesmo, porque você tem que se manifestar. Todos nós somos políticos. Agora, qual política a gente quer fazer parte que é a questão. A minha política é a política do bem, das pontes. Não é a dos muros. É de você construir junto, aceitar o diferente, de se discutir os assuntos".

Jove x José Leôncio

Jove (Jesuíta Barbosa) está obcecado em desvendar a identidade do Velho do Rio (Osmar Prado) em "Pantanal". O fotógrafo não aceita que o pai, José Leôncio (Marcos Palmeira) não saiba que a entidade é o velho Joventino (Irandhir Santos), que desapareceu na mata anos atrás.

Mesmo após repetidas ameaças do Velho do Rio, que não quer ser visto pelo filho, Jove contou ao pai que conseguiu fotografar a entidade. "Não brinque com uma coisa dessas", diz José Leôncio, incomodado. "Eu não estou brincando, pai. Eu consegui fotografar o seu pai: o meu avô, Joventino. ó que ele desconfiou - não me pergunte como - e me obrigou a entregar o filme para ele", responde Jove.

Sem provas nas mãos, o fazendeiro pede para Jove esquecer o assunto. O fotógrafo conseguiu capturar a imagem do avô, mas o Velho do Rio ameaçou nunca mais voltar caso sua identidade fosse revelada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos