Margaret Keenan 'orgulhosa' de ter recebido a primeira dose anticovid da Pfizer

·2 minuto de leitura
Margaret Keenan após receber dose da vacina Pfizer/BioNTech em Coventry (Reino Unido), em 8 de dezembro de 2020

Uma britânica de 91 anos que em dezembro foi a primeira pessoa no mundo a receber uma injeção da vacina Pfizer/BioNTech depois que ela foi aprovada, falou de seu orgulho e espera sair de férias agora que tomou uma segunda dose.

Margaret Keenan recebeu a vacina desenvolvida pela aliança dos laboratórios americano e alemão no dia 8 de dezembro de 2020, quase uma semana após o sinal verde para sua implantação no Reino Unido.

A imagem da senhora com rosto coberto por uma máscara e vestindo uma camiseta azul adornada com um pinguim ganhou as manchetes em todo o mundo.

Durante uma videoconferência esta semana com Simon Stevens, diretor-geral do serviço público de saúde britânico (NHS), esta avó de quatro netos encorajou os mais relutantes a se vacinarem.

"Falo para todo mundo ir se vacinar porque é a melhor coisa que já fiz. Espero que todos apareçam", disse ela, esclarecendo para quem tem medo da picada que não "sentiu nada".

"Estou muito orgulhosa de ter feito isso, por ter sido a primeira e por ter começado a rolar a bola", acrescentou Keenan.

Depois de ter recebido sua segunda injeção, "Maggie" disse que agora está muito ansiosa para "sair de férias".

A nonagenária, joalheira que se aposentou há apenas quatro anos, elogiou os médicos e enfermeiras do NHS por seu envolvimento na campanha de vacinação.

"É incrível o que eles fazem", disse a senhora, que mora em Coventry, no centro da Inglaterra.

País mais enlutado da Europa pela pandemia da covid-19, com mais de 127.000 mortos, o Reino Unido conduz a passos largos sua campanha de vacinação desde o início de dezembro.

O governo atingiu sua primeira meta de inocular uma primeira dose a todos com mais de 50 anos, os mais frágeis e profissionais da saúda até meados de abril e agora pretende oferecer uma dose a todos os adultos até o final de julho.

Mais de 43,9 milhões de doses da vacina já foram administradas no Reino Unido e um em cada 5 adultos recebeu as duas doses necessárias para uma vacinação completa.

O NHS convida as pessoas elegíveis, por carta e SMS, a marcar uma consulta para serem vacinadas em mais de 1.600 locais, incluindo catedrais, mesquitas, templos, mas também museus, cinemas ou estádios.

pau/fb/am/mr