Marilyn Manson e Esmé Bianco chegam a acordo em processo de agressão sexual

No processo, a atriz alegou que sofreu agressões enquanto moravam juntos e tem cicatrizes no corpo até hoje

Marilyn Manson e Esmé Bianco chegaram a um acordo no processo movido pelo atriz de "Game of thrones" em que ela o acusava de agressões físicas, sexuais e psicológicas. Os termos exatos do compromisso ainda não são conhecidos, segundo o jornal "The Independent".

Esmé falou pela primeira vez sobre o caso em fevereiro de 2021, pouco antes de entrar com o processo. Os dois se conheceram no set de filmagem do filme "Phantasmagoria" e namoraram em 2011.

No processo, a atriz alegou que sofreu agressões enquanto moravam juntos e tem cicatrizes no corpo até hoje. Ela disse também que Manson a perseguia com um machado e, quando recebia convidados em casa, mostrava repetidamente cenas de sexo dela em "Game of thrones" para envergonhá-la.

Na época em que o caso veio à tona, o advogado dele disse que as acusações eram falsas. “Para deixar claro, este processo só foi aberto depois que meu cliente se recusou a ceder a exigências financeiras ultrajantes com base em uma conduta que simplesmente nunca ocorreu. Vamos contestar vigorosamente essas alegações no tribunal e estamos confiantes de que venceremos”, disse Howard E King.

Esmé Bianco não foi a única a denunciar Marylin Manson. Ela veio a público depois de Evan Rachel Wood postar no Instagram que o músico abusou dela "horrivelmente" abusou dela, e que sofreu "lavagem cerebral e foi manipulada até a submissão".