• Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Marilyn Monroe morreu há 60 anos mas a estrela está prestes a brilhar de novo

Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A mulher morreu há sessenta anos, a lenda permanece. A morte de Marilyn Monroe chocou o mundo a 4 de agosto de 1962 mas nem por isso a sua estrela deixou de brilhar em Hollywood.

Esta quinta-feira, vários fãs da atriz dirigiram-se ao Passeio da Fama, em Los Angeles, para prestarem homenagem a uma mulher que tem um lugar de destaque na história do cinema. Para os seus admiradores, no entanto, a mulher que se vê grande ecrã não era um retrato fidedigno da mulher de carne e osso.

Greg Schreiner, presidente de um clube de fãs de Marilyn Monroe, sublinha que "os estúdios promoveram a imagem de uma loira burra mas ela estava longe de o ser. Era incrivelmente espirituosa e esperta, era realmente uma mulher inteligente. Os livros que lia eram de filosofia, leituras profundas, não eram romances baratos".

Sessenta anos depois, Marilyn Monroe continua a não deixar ninguém indiferente. A sua vida atribulada serviu de inspiração a "Blonde", produção da Netflix que será apresentada no Festival de Veneza que se avizinha e disponibilizada ao público a 23 de setembro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos