Marina Ruy Barbosa diz que tomou precauções para festa de aniversário e desabafa: 'Não sou perfeita'

·2 minuto de leitura

Dias depois da polêmica em torno da comemoração de seu aniversário de 26 anos numa festa durante a pandemia, Marina Ruy Barbosa usou suas redes sociais para dizer que tomou todas as precauções para que o evento acontecesse. A festa, realizada no último sábado em Capão Bonito (SP), na propriedade do deputado federal Guilherme Mussi (PP/SP), namorado da atriz, contou com 50 pessoas, segundo informações do Jornal Extra.

Nos posts, publicados no Instagram e Twitter, Marina diz que teve um ano dificil, abriu uma concessão porque os pais e alguns amigos foram vacinados. Desmentiu as notícias de que foram três dias de comemoração e desabafou dizendo que não é perfeita e nem pretende ser.

Leia a íntegra do texto.

Meus vinte e seis anos chegaram e confesso que foi um ano difícil da minha vida em vários aspectos - aliás, está sendo assim com o mundo todo. Depois de muitas superações, terapia e tentando me expor cada vez menos, pra conseguir preservar a minha saúde mental, hoje estou um pouco mais calma e lidando melhor com minhas crises de ansiedade.

Desculpas de Mônica Martelli

Uma das convidadas do aniversário de Marina, a atriz Mônica Martelli fez um pedido público de desculpas por ter ido à festa. Em um post no Instagram, Mônica escreveu: “Errei! Fui parabenizar uma amiga por seu aniversário. Uma reunião para 20 convidados”.

Em uma das fotos que circulou nas redes sociais, ela aparece ao lado da aniversariante e outras duas pessoas, sem distanciamento e sem máscara.

“Estou vacinada contra a Covid-19. Fui testada para entrar na propriedade e fiquei em um campo aberto, na companhia de meu namorado. Fiz algumas fotos com algumas pessoas que também estavam testadas”, continuou Mônica em sua publicação.

No dia 29 de maio, a atriz participou de uma manifestação na Avenida Paulista contra a gestão do governo federal sobre a pandemia. No cartaz que segurava, Mônica levava escrita a lembrança do amigo Paulo Gustavo, vítima da Covid: “500 mil brasileiros mortos, genocídio”.

“Não é uma justificativa, é de fato uma explicação do ocorrido e um pedido de desculpas. Estamos passando por um momento de extrema tristeza e delicadeza. Estamos na luta e luto diários, então o que qualquer um de nós faz impacta na vida de todos”, segue Mônica em sua retratação.A atriz também diz aceitar todas as críticas direcionadas a ela neste momento e reitera não ser o momento de reuniões. “Minha dor, revolta e dedicação por vacinas e saúde para todos seguem inabaláveis. Sou uma mulher, cidadã e artista de 53 anos e sei da minha responsabilidade com a sociedade, meu público e meu país”, finaliza Mônica.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos