Marina Ruy Barbosa e Galisteu deixam mensagem para jovem de 23 anos que fez denúncia de estupro em festival de rodeio

·3 min de leitura

RIO – Após o vídeo em que Franciane Andrade, de 23 anos, afirmou ter sofrido violência sexual durante a Jaguariúna Rodeo Festival, no interior de São Paulo, neste último fim de semana, a atriz Marina Ruy Barbosa e apresentadora Adriane Galisteu se solidarizaram e deixaram mensagens na rede social da estudante de medicina veterinária. “Força”, comentaram seguido de emojis. A influenciadora digital, Duda Reis e outros artistas também compartilharam a denúncia com seus seguidores no Instagram.

No vídeo, dividido em uma série de stories, a jovem conta que foi dopada, o que a deixou inconsciente no evento. Na manhã desta quarta-feira, ela compareceu à delegacia onde prestou depoimento. De acordo com o relato, 'Fran', como é chamada carinhosamente por alguns amigos, disse que procurou a polícia de Mogi Guaçu, em São Paulo, e passou pelo Instituto Médico Legal (IML), onde o médico legista teria dito que há indício de abuso.

— Já chorei muito. Não sei como contar isso aqui. Acabei de correr atrás de BO [Boletim de ocorrência], fui no IML de Mogi Guaçu. Fiz o exame, o doutor da polícia constatou que realmente houve estupro, mas não soube me dizer se foi um, dois ou três. Não sei o que fazer — relatou a jovem, que aguardava atendimento na Santa Casa de Mogi Guaçu para receber os primeiros medicamentos, como um coquetel contra doenças sexualmente transmissíveis.

Ela contou que procurou ajuda médica depois de sentir dores, na noite de segunda-feira.

— Não sabia que tinha sido violentada, comecei a sentir dor ontem à noite, e hoje vim ao médico— disse.

O caso foi registrado pela Delegacia de Defesa da Mulher de Mogi Guaçu e encaminhado para a Delegacia de Jaguariúna para continuidade das investigações. Em nota, a Secretária de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) informou que "diligências estão em andamento para esclarecer os fatos. Outros detalhes não podem ser divulgados devido à natureza do crime".

Rodeio analisa 53 câmeras

A organização do Jaguariúna Rodeo Festival informou na tarde desta quarta-feira que analisa imagens das 53 câmeras espalhadas pelo local da festa para reconstituir o episódio narrado pela influenciadora digital. Em um comunicado eles informaram que "assim que tomou conhecimento do relato de Franciane Andrade, a organização do Jaguariúna Rodeo Festival entrou em contato com a jovem e com sua família para prestar toda ajuda e suporte necessários". O texto diz está à disposição das autoridades para colaborar com a investigação do ocorrido e que "realiza uma operação de busca em todas as 53 câmeras espalhadas pelo recinto para que se possa reconstituir o episódio e que os culpados sejam imediatamente identificados".

O evento esclarece ainda que possui um efetivo de mais de 400 seguranças treinados e com registro na Polícia Federal para preservar a integridade dos clientes. Por fim, os organizadores do JRF lamentam o ocorrido e presta solidariedade à Franciane, amigos e familiares. "A organização reafirma seu compromisso com o bem-estar do público e repudia qualquer forma de abuso e discriminação, dentro ou fora dos eventos que realiza."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos