Marina Silva confirma apoio a Lula nas Eleições; veja condições

Lula e Marina Silva se encontram para discutir propostas do meio ambiente (Foto: Reprodução/Ricardo Stuckert)
Lula e Marina Silva se encontram para discutir propostas do meio ambiente (Foto: Reprodução/Ricardo Stuckert)

Marina Silva (Rede Sustentabilidade) confirmou que vai apoiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas Eleições 2022. A ex-candidata se reuniu com o petista na manhã deste domingo (11) e discutiu a agenda ambiental com Lula. Ela também pediu que mais recursos no Orçamento para recompor órgãos ambientais que sofreram cortes nos últimos governos. "A Janja estava torcendo", disse o candidato em live com Marina.

A ex-ministra do Meio Ambiente sempre teve a pauta ambiental e sustentável em suas campanhas. O apoio a Lula é essencial para discutir o tema e atrair o eleitorado que prioriza essa agenda. "As políticas públicas estão sendo destruídas. As políticas ambientais foram destruídas (...) Precisaremos de uma grande bancada comprometida para reverter tudo isso.", declarou Marina, durante coletiva com Lula, Alckmin e apoiadores do Partido dos Trabalhadores.

Em publicação no Twitter, Lula ressaltou o convite para a reunião com ele e destacou que recebeu de Marina propostas para "um Brasil mais sustentável".

"O programa que a @MarinaSilva nos apresenta é ousado, em um momento que o Brasil precisa levar muito mais a sério a questão ambiental. Temos que virar protagonistas internacionais, a Amazônia tem que ser estudada por cientistas, com soberania do Brasil", escreveu.

A nova pesquisa eleitoral 2022 FSB/BTG aponta que Lula (PT) tem 41% das intenções de voto no primeiro turno, enquanto Jair Bolsonaro (PL) tem 35%. A diferença em relação ao levantamento anterior caiu dois pontos, dentro da margem de erro, já que o petista perdeu um ponto e o presidente variou um ponto positivamente.

Tanto Ciro Gomes (PDT) quanto Simone Tebet (MDB) tiveram oscilação positiva de um ponto cada, dentro da margem de erro.

Pesquisas eleitorais, como saber em quais posso confiar?

Em meio a essa diversidade de levantamentos existentes no Brasil, muitos eleitores não sabem em quais resultados acreditar.

No primeiro dia do ano passou a ser obrigatório (leia a resolução clicando aqui)o registro junto à Justiça Eleitoral de qualquer pesquisa pública relacionada às eleições para presidente e governador. Porém, se uma pesquisa está registrada não necessariamente significa que ela será confiável, isso porque não há nenhum tipo de fiscalização prévia sobre a metodologia desses levantamentos.

Atualmente, a confiabilidade das pesquisas é garantida no Brasil por meio da transparência. São algumas das informações que devem ser cadastradas junto à Justiça Eleitoral, tornando as pesquisas passíveis de contestação, caso qualquer irregularidade seja encontrada posteriormente:

  • Nome do contratante

  • Valor cobrado pela pesquisa

  • Origem dos recursos investidos

  • Metodologia

  • Período de realização

  • Sistema de fiscalização da coleta de dados

  • Tipo de questionário aplicado

Para identificar os atributos que mais merecem atenção nas pesquisas eleitorais, a reportagem do Yahoo! Notícias conversou com alguns especialistas no assunto e separou uma lista com os pontos mais importantes, confira aqui.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)