Marqueteiro de Tebet diz que não espera crescimento nas pesquisas agora

***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 09.12.2021 - A senadora Simone Tebet (MDB-MS) durante entrevista à Folha em seu gabinete, no Senado Federal. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 09.12.2021 - A senadora Simone Tebet (MDB-MS) durante entrevista à Folha em seu gabinete, no Senado Federal. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O publicitário Felipe Soutello, coordenador de comunicação da campanha presidencial de Simone Tebet (MDB), diz que não espera encontrar nas próximas pesquisas reflexos da participação da senadora no debate de domingo (28), apesar da boa avaliação em pesquisas qualitativas com grupos de eleitores.

A emedebista foi a mais bem avaliada, enquanto o presidente Jair Bolsonaro (PL) foi considerado aquele com o pior desempenho no encontro, de acordo com pesquisa realizada pelo Datafolha com eleitores indecisos ou que pretendem votar em branco ou anular em outubro.

"As participações no Jornal Nacional e no debate fez quem já estava decididos a votar nela se sentir mais tranquilo para expressar a escolha e oferecem razões adicionais para transformar em eleitor quem já a conhecia, mas não devem converter votos agora", diz Soutello.

Ele espera uma evolução lenta dos números. Na pesquisa do Instituto FSB divulgada nesta segunda (29), ela oscilou de 3% para 4% das intenções de voto. "Ela consolidou-se entre os mais velhos, fatia na qual tem 9 pontos, aumentou presença no Sudeste e pontuou pela primeira vez no Nordeste", diz o publicitário.

"Está todo mundo sempre muito preocupado com o crescimento nas pesquisas. Eu estou preocupado com outras coisas, como o potencial de voto dela, o quanto ela conseguiu segurar a rejeição, quanto ela consegue manter e consolidar o patamar de voto nos estratos que já a apoiam", argumenta.