Marrocos e Espanha se reaproximam em acordo sobre imigração clandestina

Pessoas desembarcam de um navio vindo da Espanha no porto marroquino de Tânger, em 12 de abril de 2022, após a decisão de Rabat e Madri de abrir linhas de navegação entre os dois países (AFP/-) (-)

O Marrocos e a Espanha reafirmaram, nesta quinta-feira (5), sua cooperação sobre assuntos migratórios após dois anos de paralisação por causa da pandemia da Covid-19 e por uma crise diplomática que acaba de ser solucionada.

Durante uma reunião de uma comissão mista em Rabat, as discussões abordaram a organização da repatriação, a partir de portos espanhóis, de marroquinos estabelecidos na Europa, indicou uma fonte oficial marroquina à AFP.

Interrompida desde 2020, a operação de retorno será retomada e realizada ainda este ano, entre 15 de junho e 15 de setembro.

Em um comunicado, a sub-secretária do Ministério do Interior espanhol, Isabel Goicoechea, classificou a reativação desta operação de trânsito de "excelente exemplo internacional de boa coordenação entre países vizinhos".

A retomada da cooperação bilateral se insere no marco da reaproximação das relações entre Marrocos e Espanha, que estavam suspensas desde meados do primeiro semestre de 2021.

No início de abril, os dois países chegaram a um acordo de reconciliação logo depois que a Espanha se alinhou com a posição do governo marroquino sobre a questão envolvendo o território disputado do Saara Ocidental.

Um plano foi estabelecido para que haja "importantes ofertas nos termos da capacidade diária de trânsito de passageiros e veículos, rotatividades e rotas", segundo o comunicado publicado em conjunto depois da reunião da comissão mista, cuja última sessão tinha sido em maio de 2019.

Do lado espanhol, cerca de 16 mil agentes da polícia nacional e da guarda civil serão mobilizados para garantir a segurança da operação de retorno dos marroquinos.

Na sexta-feira, o secretário de Segurança do Ministério do Interior espanhol, Rafael Pérez, comparecerá a uma reunião do grupo permanente hispano-marroquino sobre migração em Rabat, que abordará a cooperação bilateral a respeito da gestão dos fluxos migratórios.

O reino do Marrocos é um importante parceiro comercial da Espanha e também é considerado por Madri como um aliado "estratégico" na luta contra a imigração clandestina.

Em 2021, mais de 40 mil imigrantes, em grande parte vindos do Marrocos, chegaram por mar à Espanha continental, e também aos arquipélagos das ilhas Baleares e das Canárias, segundo números oficiais do governo espanhol.

ko-agr/ezz/bk/eg/mb/gf/rpr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos