Martín Benítez: Quem é o argentino que está próximo do Vasco

Gabriel Rodrigues
Foto: Divulgação/Conmebol


Com problemas no setor ofensivo, o Vasco pode ter um reforço chegando nos próximos dias para fortalecer o ataque. O clube está avançando nas conversas para contratar o meia-atacante Martín Benítez, que pertence ao Independiente (ARG) e pode ser mais uma opção para o time de Abel Braga. Segundo o representante do jogador, já há um acordo verbal entre as partes, faltando apenas colocar no papel os detalhes do acordo com o clube argentino.

Insatisfeito no Independiente após perder espaço, Benítez já deixou claro o seu desejo de procurar novos ares. Mas um dos motivos para não ser mais tão utilizado pelo técnico Lucas Pusineri é sua irregularidade, um dos pontos citados pelo jornalista argentino Damián Ramirez, da Rádio Del Plata, em contato com o LANCE!.

- Ele é um jogador irregular. Pode jogar muito bem em uma partida e, na seguinte, muito mal. Hoje, o Lucas Pusineri não o tem como prioridade porque está sem confiança, além de ter muitas opções para a sua posição - disse Ramirez.

Essa irregularidade foi constante na carreira do jogador de 25 anos. Revelado pelo próprio Independiente, ele subiu para o time profissional como uma grande promessa em 2011, quando tinha 17 anos e também era frequentemente convocado para a seleção sub-17 da Argentina. Mas só foi passar a ter maior destaque na equipe principal a partir de 2015.

Mas seu melhor momento com a camisa do Rei de Copas aconteceu sob o comando de Ariel Holan, em 2017. O meia-atacante, que pode jogar como ponta ou segundo atacante, um pouco mais recuado, foi um dos destaques da campanha do título do Independiente na Copa sul-Americana, conquistado sobre o Flamengo, no Maracanã.

Sem conseguir manter o mesmo nível nas temporadas seguintes, Benítez foi perdendo espaço no time do Independiente. Desde Lucas Pusineri assumiu o comendo do time, no final de dezembro, ele só foi titular contra o Fortaleza, pela Copa Sul-Americana. Mas, substituído durante o jogo, saiu de campo vaiado pela torcida. Agora, segundo a imprensa argentina, o jogador acredita que seu ciclo se encerrou no Independiente e o Vasco surgiu como opção para uma mudança na carreira.









Com a palavra
Damián Ramirez - jornalista da Rádio Del Plata

Ele estreou em 2011 e sempre jogou no Independiente. Mas é um jogador irregular. Pode jogar muito bem uma partida e, na seguinte, muito mal. É driblador e pode jogar tanto de ponta como de segundo atacante. Seu melhor momento foi com Ariel Holan, quando ganharam a Copa Sul-Americana. Hoje, o Lucas Pusineri não o tem como prioridade porque está sem confiança, além de ter muitas opções para a sua posição