Marta Suplicy toma posse do Ministério da Cultura com verba 65% maior

A senadora petista Marta Suplicy assumiu nesta quinta-feira (13) o Ministério da Cultura, cargo ocupado até a última terça-feira (11) por Ana de Hollanda.

A nova ministra recebeu um “presente” da presidenta Dilma na posse à frente da pasta. Durante a cerimônia nesta quinta, Dilma declarou que o ministério terá à disposição, em 2013, um orçamento de R$ 3 bilhões, um aumento 65% em relação ao orçamente de 2012. Segundo nota divulgada pelo Blog do Planalto, ainda podem ser mobilizados R$ 2,2 bilhões por leis de incentivo. “Isso é um legado importante que a ministra Ana de Hollanda deixa para Marta Suplicy”, disse Dilma no evento.

A irmã de Chico Buarque, no entanto, não teve a mesma sorte que a ex-senadora quando esteve à frente do ministério. Ana sofreu com seguidos cortes em seus dois anos na Esplanada do Ministérios. No orçamento de 2012, o governo anunciou um corte de R$ 35 bilhões, dos quais R$ 25 bilhões eram de investimentos. No Ministério da Cultura o corte foi de quase 15%, representando cerca de R$ 130 milhões. Na época, a ministra manifestou esperança de recuperar esses recursos até o fim do ano.

Esse é o segundo aumento de orçamento para a pasta, desde o anúncio da chegada de Marta. Na véspera de tomar posse como ministra da Cultura, a senadora Marta Suplicy (PT-SP) conseguiu aprovar emenda à Constituição que cria o Sistema Nacional de Cultura.

A suposta gota d’água para a saída de Ana da pasta foi o vazamento de uma carta, no final de agosto, da ex-ministra dirigida à Mirian Belchior, ministra do Planejamento, reclamando da falta de recursos. O fato teria irritado tanto Belchior como Dilma e provocado a reunião de Ana com a presidenta, que culminou em sua partida. A decisão da troca já estaria tomada, e iria acontecer apenas depois do pleito deste ano, mas foi adiantada após o vazamento da carta.

Na cerimônia de posse de Marta, Dilma agradeceu a ex-ministra Ana de Hollanda pela dedicão à frente da pasta e afirmou que Marta Suplicy estará à altura de transformar a cultura em uma questão central de seu governo.

Em seu discurso, durante a cerimônia de posse, Marta agradeceu a oportunidade de trabalhar em um governo do qual se orgulha. "Existe a realização de trabalhar numa área que aprecio, mas mais que tudo de trabalhar sob o comando de uma mulher arretada, que admiro e com quem dialogo muito bem.” afirmou a nova ministra.

Marta também destaca a que sua prioridade à frente da pasta será unir a cultura e a internet. “Como cultura é algo em permanente transformação, a internet também presta serviço quando ela permite questionar o que está cristalizado.” Marta finalizou seu discurso agradecendo ao convinte feito por Dilma.

Dilma agradeceu a colobaração de Ana de Hollanda durante o período em que esteve no ministério e disse que o intuito de seu governo é democratizar a cultura, ampliando o espaço cultural.

Depois a presidenta afirmou que confia em Marta e em sua experiência quando esteve à frente da Prefeitura de São Paulo. Dilma também revelou que o PAC das Cidades Históricas vai receber R$ 1 bilhão. “Sabemos que a cultura é uma parte muito expressiva do nosso PIB. Daí porque fico muito confortável e coloco na ministra Marta Suplicy esse desafio”.

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias