Máscara, distanciamento, prova online: Pandemia modifica principais vestibulares de São Paulo

·4 minuto de leitura
Foto: Miguel Schincariol/Getty Images
Foto: Miguel Schincariol/Getty Images

A pandemia do novo coronavírus teve grande impacto no calendário de vestibulares que aconteceriam nos últimos meses de 2020. Preocupadas com a segurança dos estudantes, as universidades adiaram as provas e se adequaram aos protocolos sanitários defendidos por especialistas.

Como a educação foi uma das áreas mais afetadas em todo o país pela pandemia, algumas universidades vão basear seus exames em temas cobrados no conteúdo do primeiro e do segundo ano do ensino médio, tentando mitigar os efeitos de um terceiro ano deficitário.

Confira o que algumas das principais universidades do país estabeleceram para seus exames:

1. Universidade de São Paulo (USP)

A prova da primeira fase será realizada no dia 10 de janeiro e as provas da segunda fase estão marcadas para os dias 21 e 22 de fevereiro.

Na primeira fase, serão 90 questões de múltipla escolha que englobarão biologia, física, geografia, história, inglês, matemática, português e química (algumas interdisciplinares). A nota da primeira fase seleciona quem irá para a próxima etapa do vestibular

A segunda fase é composta de dois dias. O primeiro dia consiste em uma prova de 10 questões dissertativas de português e uma redação. O segundo dia tem formato mais específico: 12 questões sobre duas a quatro disciplinas, dependendo da carreira escolhida (se forem duas disciplinas, são seis questões para cada uma delas. No caso de três disciplinas, há quatro perguntas. Se forem quatro disciplinas, são três questões).

Haverá a obrigatoriedade de máscaras para a realização do exame, além da disponibilidade de álcool em gel. As provas devem acontecer em salas com apenas metade da capacidade permitida e com distanciamento entre mesas de 1,5 metro.

2. Universidade Estadual de Campinas

O vestibular para a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) é um dos que mais estabeleceu mudanças por causa do cenário atual. Data, formato, conteúdo exigido e até número de questões foram alterados.

A primeira fase do exame acontece nos dias 6 e 7 de janeiro. Os organizadores optaram por separar os candidatos de acordo com a área do curso escolhido numa tentativa de evitar aglomerações. Postulantes a uma graduação no segmento de Ciências Humanas/Artes e Exatas/Tecnológicas farão a prova no sábado (06). Os que estiverem tentando uma vaga na área de Ciências Biológicas/Saúde farão no domingo (07).

As provas, naturalmente, serão diferentes, mas trarão as mesmas características e conteúdos cobrados. O exame que trazia 90 questões em seu formato tradicional agora terá 72. Ao invés de cinco horas, os estudantes terão quatro horas. A lista de livros obrigatórias diminuiu de 12 para 7.

Outro ponto que vale ressaltar é que diante dos problemas de calendários, a universidade não utilizará as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

3. Universidade Estadual Paulista (UNESP)

A primeira fase que ocorreria em data única agora se dará em 30 e 31 de janeiro. Os candidatos da área de Ciências Biológicas farão o exame no sábado (30) e os postulantes a uma vaga em Ciências Humanas/Exatas serão testados no domingo (31).

A segunda fase que antes estava prevista para acontecer em duas datas agora será em data única: 28 de fevereiro. O formato também foi alterado: saem as questões dissertativas e entram 60 questões de múltipla escolha e uma redação.

Haverá obrigatoriedade no uso de mascaras e entrada escalonadas nos locais de provas para tentar evitar uma aglomeração. Salas terão menor número de candidatos e distanciamento.

O Manual do Candidato também foi alterado para incluir a obrigatoriedade de uso de máscaras. Segundo a Unesp, os candidatos chegarão em turmas escalonadas para evitar a aglomeração, deverão respeitar as medidas de distanciamento, e as salas também terão menor número de candidatos fazendo a prova ao mesmo tempo.

4. Universidade Presbiteriana Mackenzie

Por conta da pandemia, haverá duas maneiras de conseguir uma vaga nos cursos da instituição: via Enem (utilizando notas de exames feitos em 2018 e 2019) ou prova online.

As provas online devem ser realizadas em duas datas: 2 e 3 de dezembro. No primeiro dia, serão aplicadas provas para o Grupo 1, que envolvem as disciplinas de Geografia e História, além de Português, Conhecimentos Gerais e Inglês. Já no segundo dia, serão os exames do Grupo 2, que terá Biologia, Matemática, Química e Física, além de Português, Conhecimentos Gerais e Inglês. Cada curso está em um grupo específico.

5. Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP)

De forma a conter os riscos sanitários, a PUC realizará a aplicação do vestibular de forma online em plataforma própria. A prova será realizada no dia 6 de dezembro, com duração de 3 horas (13h às 14h15 e das 15h15 às 17h).

De acordo com o edital, antes da prova, o candidato deverá realizar o teste de compatibilidade do computador com o sistema da instituição. Para a realização da avaliação é obrigatório ter conexão com a internet, sistema operacional Windows 7 ou superior, webcam e microfone.

O exame será composto por 50 questões que abrangem todas as matérias do ensino médio, além da realização de uma redação.