Massacre no Texas: atirador enviou mensagem no Facebook sobre planejar ataque a escola

As famílias de Uvalde, no Texas, choram seus parentes
Famílias se consolam após ataque a tiros contra escola no Texas

Pelo menos 19 crianças e duas professoras morreram depois que um garoto de 18 anos entrou armado e começou a atirar em uma escola na cidade de Uvalde, no Estado americano do Texas, na terça-feira (24/5).

Ele foi identificado como Salvador Ramos, cidadão americano e residente na pequena cidade de 15 mil habitantes localizada a cerca de 135 quilômetros de San Antonio.

O governador do Texas, Greg Abbot, disse que Ramos estudou em uma instituição próxima e aparentemente morreu após troca de tiros com a polícia na escola primária Robb Elementary School. Segundo a agência de notícias Associated Press, um agente da US Border Patrol (agência responsável pela patrulha das fronteiras) que estava próximo à escola correu para dentro dela quando o tiroteio começou e alvejou o atirador, matando-o. Pelo menos dois agentes ficaram feridos na troca de tiros e estão no hospital, em condição estável.

Abbot também afirmou, na manhã desta quarta-feira, que o atirador escreveu três mensagens no Facebook antes do ataque: primeiro, dizendo que estava planejando atirar na sua avó; depois, que ele fez isso; e em seguida, que ele iria atacar uma escola primária, apenas 15 minutos antes de efetivar o ataque.

A Meta, empresa responsável pelo Facebook, publicou uma nota afirmando que estas mensagens na verdade foram mensagens privadas enviadas para outro usuário, e não uma publicação na sua linha do tempo (que fica visível para todos).

"As mensagens que o gov. Abbott descreveu eram mensagens de texto trocadas entre duas pessoas, descobertas depois que esta terrível tragédia ocorreu", escreveu a companhia, acrescentando estar "cooperando de perto" com as investigações.

Salvador Ramos
Agressor foi identificado como Salvador Ramos, de 18 anos

As vítimas eram alunos do 2º, 3º ou 4º ano com idades entre sete e 10 anos. As professoras Eva Mireles e Irma Garcia também morreram durante o ataque. A escola tem cerca de 500 alunos e 90% deles são de origem latino-americana, segundo o jornal americano The New York Times. Segundo o diário, 87% dos alunos são de famílias desfavorecidas.

O motivo do crime ainda não está claro, mas, segundo a polícia, tudo parece indicar que Ramos agiu sozinho. O jovem estava dirigindo uma caminhonete que caiu em uma vala a poucos metros da Robb Elementary School, onde ele entrou e começou a atirar.

A polícia viu como o jovem, vestindo um colete à prova de balas, saiu do veículo acidentado carregando um rifle que usou para abrir fogo no local, disse à CNN o sargento Erick Estrada, do Departamento de Segurança Pública do Texas.

Os policiais dizem que Ramos estava armado com um revólver, um rifle semiautomático AR-15 e carregadores de alta capacidade.

Inicialmente, a polícia havia divulgado a informação de que o jovem foi "detido", mas mais tarde informou que ele havia morrido durante confronto com policiais.

"O agressor está morto e não estamos procurando ativamente outro indivíduo ou outro suspeito neste caso", disse o chefe de polícia local, Pete Arredondo, em entrevista a jornalistas.

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos