Massagista é preso em Piabetá após ser acusado de abuso por cliente

Extra
·1 minuto de leitura
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Um homem de 53 anos foi preso em flagrante, nesta terça-feira, por importunação sexual após ser acusado por uma mulher de abuso durante uma sessão de massagem em um consultório em Piabetá, na Baixada Fluminense. De acordo com o relato da vítima, o suspeito passou as mãos em suas partes íntimas e, ao ser confrontado, disse: "Sou homem! Isso acontece!".

Segundo policiais da 66ª DP (Piabetá), o homem fez um curso de terapia holística e trabalhava num centro médico/estético havia quatro meses. O espaço é alugado. Nesta terça, uma mulher marcou uma consulta pois estava com fortes dores nas costas e acabou sendo abusada durante a massagem.

Ela procurou a delegacia. Os policiais foram até o centro médico/estético e prenderam o suspeito. Aos agentes ele alegou que não precisava ser preso, pois pedira desculpas à vítima. Disse, ainda, que havia esbarrado acidentalmente nas partes íntimas da cliente.

O suspeito foi autuado por importunação sexual (praticar ato libidinoso contra alguém, sem sua permissão, com o objetivo de satisfazer a própria lascívia), crime previsto no artigo 215-A do Código Penal. Caso condenado, pode pegar uma pena de um a cinco anos de reclusão.

Os policiais da 66ª DP acreditam que o homem possa ter feito outras vítimas e colocam o WhatsApp da delegacia à disposição para denúncias: 21 98655-7132.