Massagista que usou método de 'levantar bumbum' é indiciado por importunação sexual

Massagista foi acusado de importunação sexual por clientes - Foto: Getty Images
Massagista foi acusado de importunação sexual por clientes - Foto: Getty Images
  • Massagista foi indiciado por importunação sexual contra três clientes em Belo Horizonte

  • Ele teria aproveitado-se das massagens para tocar a parte íntima das mulheres

  • Uma das vítimas disse que foi convencida a participar de método para "levantar bumbum"

Um massagista de 52 anos foi indiciado pela Polícia Civil de Minas Gerais após ser acusado de importunação sexual por três clientes em Belo Horizonte. As informações são do G1.

O acusado foi identificado como Antônio Henrique da Silva, mais conhecido como “Henrique Natureza”.

Segundo a apuração policial, conduzida pela Delegacia Especializada em Investigação à Violência Sexual, os casos aconteceram em 2020.

Mesmo após tanto tempo, a delegada responsável, Cristiana Angelini, garantiu que foram levantadas provas suficientes para pedir o indiciamento.

Quatro procedimentos de investigação foram abertos, sendo que um segue em andamento. Acredita-se que Henrique tenha feito outras vítimas, além das já representadas.

Relato da vítima

Uma das vítimas do rapaz é uma influenciadora digital, que não teve a identidade revelada. Em depoimento à Polícia Militar, ela explicou que conheceu o suspeito pelas redes sociais e entrou em contato.

Sob pretexto de ter o nome divulgado, ele afirmou que faria o procedimento estético nas nádegas da mulher, conhecido como “pump”, de graça. Inicialmente, ela disse que estava interessada apenas em massagens na região da barriga, mas acabou cedendo diante da insistência do massagista.

Na data marcada, a influenciadora foi à clínica e recebeu a massagem. Durante a sessão, percebeu que o rapaz passava as mãos em suas partes íntimas de maneira agressiva, reclamou, e o procedimento foi interrompido.

No boletim de ocorrência, a mulher explicou que “após o procedimento passou a sentir dores nas partes íntimas devido à violência sofrida”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos