Matches | Criadora da série fala sobre história baseada em apps de paquera

Natalie Rosa

Vivemos na era digital há um tempo considerável, e muitas de nossas práticas do cotidiano já são baseadas nela. Nos tempos de hoje, é muito mais fácil se locomover, pedir comida e, inclusive, arranjar uma paquera — ou, quem sabe, um novo amor — usando recursos online. Os aplicativos de encontro já não deixam de faltar nos smartphones de qualquer solteiro, que não dispensa uma oportunidade de vasculhar se há pessoas interessantes e com os mesmos gostos nas proximidades.

Esses apps, inclusive, são uma boa oportunidade para pessoas que acabaram de entrar no mundo da solteirice, após muitos anos comprometidas, a mergulharem em novas aventuras. E é exatamente essa a premissa da série Matches, criada por Carolina Castro e Marcelo Andrade.

Matches conta a história de Lara (Juliana Silveira) e Ricardo (João Baldasserini), duas pessoas recém-separadas que, por incentivo dos amigos, acabam entrando no mundo dos aplicativos de paquera. Lara é uma pessoa romântica, que segue tentando superar o divórcio com o pai do seu filho, tendo ao seu lado a amiga Mila (Evelyn Castro), uma pessoa solteira e com a mente aberta.

Imagem: Divulgação/Warner Channel

Já Ricardo é uma pessoa "certinha", e um tanto quanto atrapalhada, que vai contar com a ajuda de Escovão (Renato Livera) no momento de superar o término. O amigo é o seu oposto, incentivando-o na vida de solteiro e também cedendo um espaço em sua casa. Com a ajuda do aplicativo Matches, que funciona juntando pessoas desconhecidas involuntariamente, eles começam a descobrir um universo completamente diferente. Cada encontro, fracasso e momentos bastante constrangedores rendem grandes histórias para contar.

A série foi ao ar pelo Warner Channel e está reprisando seus 10 episódios até maio de 2020. Quando estreou, Matches fez a audiência do canal aumentar em 68%, sendo ainda o melhor lançamento entre todas as produções brasileiras já transmitidas pelo canal. O primeiro episódio também contou com mais do que o dobro da audiência da Warner entre o público feminino de 18 a 49 anos, fazendo com que o canal ficasse entre os cinco mais assistidos da televisão paga no horário.

E para falar mais sobre o sucesso de Matches, o Canaltech conversou com a showrunner da trama, Carolina Castro, que nos últimos 15 anos já trabalhou na criação, roteiro e produção de mais de 12 projetos tanto para a televisão quanto para o cinema. Entre os trabalhos de destaque de Castro estão As Canalhas, que teve suas três temporadas escritas por ela, além de As Brasileiras, da Globo, e Prata da Casa, da Fox.

Já para o cinema, Carolina criou, escreveu e produziu os filmes Canta pra Subir, com Cacau Protásio e Ary França no elenco, além de Carlinhos & Carlão, protagonizado por Luis Lobianco. Também estão em seu currículo os longas Linda de Morrer, Duas de Mim e a versão brasileira de High School Musical.

Imagem: Divulgação/Warner Channel

"Matches é uma comédia sobre as novas formas de se relacionar na era digital, mostrando as divertidas roubadas nas quais os usuários às vezes se enfiam em busca do amor. Quatro vizinhos de porta de um prédio, cada um representando um perfil específico, usam o fictício aplicativo de pegação 'Matches': Lara, recém-divorciada e mãe de um filho adolescente; Ricardo, certinho que acabou de levar um chute da primeira e única namorada da vida; Mila, a empoderada e libertária melhor amiga de Lara e Escovão, o autointitulado 'rei do Matches', que vive intensamente essa vida amorosa 'moderna' — basta clicar", explica.

Castro ainda diz que a ideia veio de Marcelo Andrade, coautor da série, que havia acabado de terminar um relacionamento de mais de 10 anos e entrou em um aplicativo de paquera. Ela diz que ele viveu várias roubadas e, um dia, em uma conversa, decidiram criar uma trama que mostraria essas situações inusitadas de diversos pontos de vista. "Qualquer semelhança é mera coincidência", brinca, dizendo também que não revela suas fontes.

Para a criadora de Matches, grande parte das histórias exibidas tem um fundo de verdade, pois cada usuário de aplicativo de paquera tem uma história para contar. "Matéria-prima verídica é o que não faltou durante o desenvolvimento da série", completa Castro.

Imagem: Divulgação/Warner Channel

A série vem chamando a atenção justamente das pessoas que podem estar passando por situações do tipo: aquelas que têm mais de 30 anos, que acompanharam a mudança da tecnologia e precisaram tentar se adaptar junto a ela. Esse público é aquele que, em determinado momento, se vê na situação de tentar encontrar um novo parceiro e está disposto a se aventurar nesta nova realidade.

"A série acaba sendo uma paródia de situações que já são vistas como clássicas nesse ambiente pegação virtual e muita gente se identifica e, sim, talvez até aprenda a evitar algumas situações indesejáveis - com as tramas vividas pelos personagens", diz Castro, dizendo ainda que alguns aplicativos foram baixados para entender a dinâmica de funcionamento e usar também esse conhecimento na criação da série.

O elenco ainda conta com Amanda de Godoi, Bruno Ferrari, Aline Riscado, Maria Joana, Rocco Pitanga e Camila Lucciola. A showrunner contou com o apoio de Marcelo Andrade na criação da série. A direção é de Calvito Leal e Eduardo Vaisman.

Os 10 episódios de Matches serão reprisados na grade do Warner Channel até maio de 2020. Fique de olho para não perder!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: