Matheus Pichonelli: 'Máquina' bolsonarista avança sobre formadores de opinião

O colunista político Matheus Pichonelli analisa o novo episódio da sanha persecutória toada pelos seguidores e partidários do presidente Jair Bolsonaro contra dois colunistas do jornal Folha de S. Paulo.

Após a Câmara revogar sua "arma preferida" de perseguição e coação, a Lei de Segurança Nacional - resquício, aliás, da Ditadura Militar - o bolsonarismo encontra respaldo na ação da PGR (Procuradoria-Geral da República), comandada por Augusto Aras, e pelos senadores governistas Eduardo Girão (Podemos-CE) e Luiz Carlos Heinze (PP-RS).

Os alvos da vez da máquina bolsonarista são o professor da USP (Universidade de São Paulo) Conrado Hubner Mendes, e o sociólogo Celso Rocha de Barros, ambos colunistas da imprensa escrita.

Os motivos? Críticas ao presidente.

Acesse outros textos e análises políticas no blog do Matheus Pichonelli no Yahoo! Notícias

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos