Matthew McConaughey revela que sofreu abuso sexual na adolescência

Matthew McConaughey na pré-estreia do filme
Matthew McConaughey na pré-estreia do filme "Sing 2" em dezembro de 2021 em Los Angeles, Califórnia. (Foto: Matt Winkelmeyer/Getty Images)

O ator Matthew McConaughey, de 52 anos, revelou que sofreu abusos sexuais na adolescência. O astro de "Como Perder um Homem em 10 Dias" contou que chegou a ser chantageado para ter relações sexuais aos 15 anos.

Em entrevista ao "The Conversation: About the Men", podcast comandado por Amanda de Cadenet, ele relatou que aos 18 anos foi drogado e abusado por um homem. Ele só identificou as situações por conta da educação sexual que recebeu dos pais e das conversas sobre consentimento.

"Fui orientado por meus pais sobre respeito por uma mulher, respeito pelo relacionamento, respeito pela intimidade sexual, respeito pelo espaço", declarou ele. "Meu pai sempre teve essa coisa quando ele nos ensinou os pássaros e as abelhas, ele sentou falando sobre os pássaros e as abelhas, ele disse: 'Você está naquela idade que você beija?'. E eu disse: 'Sim, senhor.' E ele disse, 'Bem, vai mais longe do que isso um dia. Provavelmente vai para onde você vai ficar íntimo'", contou.

McConaughey conta que entendeu rapidamente que não deveria aceitar ser chantageado e que aquela conduta não era tolerável. "Mas fui muito claro, de novo, que não estava certo, não era legal, não era assim. Depois disso, eu tive algumas relações sexuais saudáveis e tive garotas que eu gostava e gostavam de mim, e lentamente nos tornamos íntimos. Era bonito e desajeitado, e todas essas coisas", acrescentou.

O ator disse ainda que não passou por terapia para lidar com o trauma do abuso sexual, mas recebeu assistência de pessoas que faziam parte de sua vida. Ele só decidiu falar publicamente sobre ambos os casos por conta de sua autobiografia, "Greenlights", e espera que seu relato possa ajudar outras pessoas que já passaram pela mesma situação.

"Aconteceu. Estou negando que isso aconteceu? Não. Eu não estou negando que isso aconteceu. Escolhi que não vou carregar isso, não vou trazer essa bagagem para a vida, e em como trato as pessoas e como confio nas pessoas, e como vejo as circunstâncias e riscos", completou.