Mbappé não descarta ficar no PSG e diz que fez as pazes com Neymar

·2 minuto de leitura
Kylian Mbappé e Neymar durante partida do Paris St Germain contra o Montpellier pelo Campeonato Francês

PARIS (Reuters) - Kylian Mbappé não chegou a dizer nesta terça-feira que deixará o Paris St Germain quando seu contrato com o clube vencer no final da atual temporada, mas o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, disse estar otimista de que o atacante da França se juntará aos gigantes espanhóis.

O jogador de 22 anos disse ao time francês que queria ir para o Real Madrid durante a pré-temporada, mas o PSG rejeitou as ofertas do clube espanhol.

Indagado se partirá ao término da temporada atual, Mbappé disse ao diário esportivo francês L'Équipe: "Estou no futebol faz tempo suficiente para saber que a verdade de ontem não é necessariamente a de hoje, ou de amanhã. Se me dissessem que Messi jogaria no PSG, não teria acreditado, então você nunca sabe o que acontecerá".

Pérez, no entanto, disse ao jornal espanhol El Debate na segunda-feira que seu clube terá notícias sobre Mbappé em janeiro. "Esperamos que em 1º de janeiro tudo possa estar resolvido", disse ele.

Os comentários de Pérez irritaram o diretor esportivo do PSG, Leonardo.

"Isto já dura dois anos", disse o brasileiro ao L'Equipe. "Só lembrando que a janela de transferências fechou, que uma temporada está em andamento."

"Há jogos e o Real Madrid não pode continuar agindo desta forma. Que isso pare! Kylian (Mbappé) é jogador do PSG e o clube quer que esta relação dure."

Mbappé, Lionel Messi e Neymar formam o que é considerado o trio de atacantes mais empolgante do futebol de clubes, mas os três têm tido dificuldade para se entrosarem, e Mbappé já expressou frustração com o brasileiro.

Ele foi ouvido dizendo "este vagabundo, ele nunca me passa" em um jogo da liga francesa contra o Montpellier no mês passado.

"Sim, sim, eu disse isso. Bem, estas são coisas que acontecem o tempo todo no futebol. Não é algo que fica. É por isso que, imediatamente depois, vendo como isso cresceu, conversei com ele a respeito", disse Mbappé.

"Trocamos muitas palavras assim no passado e continuaremos fazendo isso, porque queremos vencer, mas não deveria haver nenhuma mágoa. Não existe nenhum ressentimento, porque respeito o jogador e o homem e admiro o que ele é".

Mbappé quer agora se concentrar no futebol.

"No momento, meu futuro não é minha prioridade", disse ele. "Já perdi muita energia neste verão e foi cansativo."

(Por Julien Pretot)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos