MBL acusa na Justiça Juliette de fazer campanha antecipada para Lula em show em Caruaru

Integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL) protocolaram no Ministério Público Eleitoral (MPE) uma representação contra a cantora Juliette por fazer campanha eleitoral antecipada. No documento, eles alegam que a ex-BBB beneficiou a pré-candidatura à Presidência de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante sua apresentação na cidade de Caruaru, no Agreste de Pernambuco.

Na ocasião, a cantora vibrou ao ouvir o público entoando o coro “Olê, olê, olá, Lula”. Ela também retirou o fone do retorno para escutar melhor a manifestação da plateia e, ao final, exatou seu estado natal.

— É Pernambuco, respeita— fala.

Na ação, o vereador por São Paulo Rubinho Nunes (União), pré-candidato a deputado federal, e Guto Zacarias (União), pré-candidato à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), afirmam que Juliette transformou sua apresentação em um showmício. Na representação, os autores pedem a condenação de Juliette e de Lula e que os dois paguem multa. Em casos de desrespeito à lei eleitoral, os valores podem variar entre R$ 5 mil e R$ 25 mil.

Na internet, fãs de Juliette estão fazendo piada da ação e subindo hashtags de apoio. O influenciador Felipe Neto também defendeu a cantora, comentando em uma publicação de Rubinho onde ele explica a ação.

"Quando você perder, avisa a gente? Brasil tá precisando dar risada da cara de pessoas como você. Abraço, querido", ironizou Felipe Neto.

Rubinho respondeu a postagem também em tom de provocação.

"Opa, Felipe! Ficou tristinho que seus amigos não vão mais poder usar dinheiro público para sinalizar apoio ao cachaceiro? E fica tranquilo! Para o Brasil rir, basta você sair da banheira de Nutella e fingir que é inteligente, ou armar entrevista falando que está solteiro", postou o vereador.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos