McDonald’s raciona batata frita após enchentes; entenda

·1 min de leitura

A rede McDonald’s no Japão está racionando o consumo de batatas fritas por parte dos consumidores. Ao longo de uma semana, a partir de sexta-feira, somente porções pequenas serão vendidas.

Batatas do McDonald's
Objetivo é evitar que os clientes fiquem sem o produto

(Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images)

  • McDonald's no Japão raciona venda de batatas fritas

  • A partir de sexta-feira, somente porções pequenas estarão disponíveis 

  • Medida foi tomada após a escassez do produto devido às enchentes no Canadá e à pandemia

O intuito é evitar que o produto falte nos restaurantes e que os clientes continuem a comprá-lo, já que ficou escasso após a queda na importação do tubérculo devido às enchentes no Canadá e aos impactos da Covid-19.

Leia também:

"Devido às grandes inundações perto do porto de Vancouver (...) e dos problemas na cadeia de abastecimento provocados pela pandemia do coronavírus há atrasos no fornecimento de batatas", afirmou a empresa em um comunicado.

Covid-19 impacta setor automobilístico

A pandemia também prejudicou empresas como a Toyota, que anunciou cortes na produção devido à crise, e a Volkswagen, que eliminou turnos de produção e criou um programa de demissão voluntária.

O setor sofre, especialmente, com a falta de semicondutores, peças fundamentais para a produção de carros. O problema se reflete na queda do lançamento de modelos e aumento do preço de veículos usados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos