MC Maylon rebate áudios vazados e diz estar fazendo acompanhamento psicológico: 'Vou lutar até o fim'

·1 minuto de leitura

Um dia depois de circularem áudios em que Maylon supostamente diz a amigos que não era mais "virgem", diferentemente do que disse à polícia ao acusar o cantor Anderson Leonardo de estupro, ele veio a público rebater as críticas. O MC alega estar sofrendo uma perseguição e que "fatos estão sendo tirados de contexto".

"Não acreditem em tudo que vocês leem na internet, muita coisa é fake, são montagens grotescas e fatos tirados de contexto para confundir a opinião pública. Estou fazendo acompanhamento psicológico para seguir em frente e estou à disposição das autoridades para a acareação. Vou lutar pela minha dignidade até o fim da minha vida", postou Maylon em seu perfil no Instagram.

Nesta sexta-feira, ele também postou a foto do encontro que teve com o Superintendente de Políticas Públicas LGBTI, da Prefeitura do Rio, Ernane Alexandre, e com a coordenadora do Centro de Cidadania LGBTI, Denise Taynáh. Maylon estava acompanhado de sua advogada Fêh Oliveira. "Conseguimos o apoio da Secretaria de Direitos Humanos, através do Programa Estadual Rio Sem LGBTIfobia, que está me dando suporte para que minha denúncia seja devidamente respeitada pelas autoridades da Polícia Civil", escreveu ele ao postar a foto do encontro.